PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Em PG, Stop DPVAT atua como assessoria especializada

Ponta Grossa

18 de novembro de 2021 17:14

Da Redação


Relacionadas

Projeto do Executivo quer aumentar taxas de PG em 17%

Doadores de medula terão isenção em concursos públicos

Ricardo Zampieri será candidato a deputado estadual em 2022

Serviços, indústria e comércio lideram na geração de vagas
Programa 'Remédio em Casa' chega a Ponta Grossa
Professores de PG defendem manutenção da TV Educativa
PG inicia trâmites para modernizar iluminação pública
Empresa facilita que a vítima e seus familiares consiga resolver a burocracia necessária para receber o seguro DPVAT Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Empresa facilita que a vítima e seus familiares consiga resolver a burocracia necessária para receber o seguro DPVAT


Há mais de 10 anos no mercado a Stop DPVAT - Assessoria em acidente de trânsito e seguros de vida e terceiro - presta serviços com excelência em Ponta Grossa e Região (Carambeí, Castro, Piraí, Imbituva, Prudentópolis, dentre outras).

O tão conhecido slogan ‘Venha até nós ou Vamos até Você’ é exercido na íntegra, afinal justamente em virtude de acidente de trânsito, muitas pessoas ficam com dificuldades de se locomover, a ideia então é agir como facilitador à vítima e seus familiares que momentaneamente não tem condições de fazer toda a burocracia necessária ou não tem condições financeiras para arcar com alguns documentos que podem se fazer necessários.

Em 2021, oito em cada dez pessoas que morreram em acidentes de trânsito no Brasil são homens. O condutor do veículo é o que mais sofre as consequências, seguido pelo pedestre e por último o passageiro. 70% das vítimas são jovens entre 18 e 34 anos. 

Independente do sexo, de culpa, da documentação não estar em nome da vítima é possível requerer o seguro DPVAT. Algumas das perguntas mais frequentes são:


Dúvida: O que é seguro DPVAT?

Resposta: É um seguro que ampara todas as vítimas de acidente de trânsito e teve fraturas, despesas médicas ou venha a óbito.


Dúvida: Se estiver atravessando a rua (pedestre) ou andando de bicicleta (ciclista) e um carro ou moto me bater, tenho direito? 

Resposta: Sim, tendo tido contato com o veículo ou moto tem direito, desde que preencha os requisitos acima, fraturas ou despesas médicas.


Dúvida: Se me envolver em um acidente com uma moto ou carro que não estão no meu nome, tenho direito?

Resposta: Sim, independente de quem seja o proprietário do veículo, tem direito


Dúvida: Se somente me esfolar, não tiver gastos e o hospital dar apenas os medicamentos, como funciona?

Resposta: Então o seguro só reembolsa despesas que tenha tido e tenha pedido médico/receita e recibo, assim como cupom fiscal da farmácia. E escoriações não são passíveis de indenização.


Dúvida: Os acidentes do ano passado, 2020 ainda tem direito?

Resposta: Sim, todo mundo que sofreu acidente e teve fraturas pode dar entrada.  O prazo para requerer a indenização é de 3 anos a partir da alta médica.


Outro ponto importante de ressaltar é que o Seguro DPVAT pode ser requerido por qualquer pessoa, independentemente de ser advogado, entretanto quase a totalidade das vítimas busca assessoria especializada para recorrer, tendo em vista as dificuldades para recebimento, muitas vezes injustas, desgastantes que levam inclusive a desistência do recebimento da indenização pelas vítimas.

Cabe analisar que ‘cada caso é um caso’, afinal cada lesão ou sequela se manifesta de modos diferentes em cada um e a indenização é calculada com base em uma perícia médica. Este valor contabilizado é creditado na conta da vítima, que por sua vez direciona a assessoria o seu percentual de serviços prestados.

Entre em contato com a Stop DPVAT, agora em outro endereço: Rua Santos Dumont 620, em frente ao Ed Lanches. Entre em contato pelos telefones (42) 3025-1155 e  (42) 99994-5555. O estabelecimento aceita ligações à cobrar, e se morar em outra cidade eles vão até vocês. O melhor atendimento da região.

PUBLICIDADE

Recomendados