PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Rapaz que morreu ao cair do telhado é identificado

Ponta Grossa

19 de novembro de 2021 15:04

Da Redação


Relacionadas

Plauto Miró reúne lideranças em PG para prestar contas

Beto Richa avalia cenário e admite possível candidatura

Ponta Grossa marca presença no Festival das Cataratas

Autor de atentado na Mesquita Imam Ali é preso em PG
Parceria com o Judiciário regularizará 5 mil lotes em PG
'Médicos de Rua' atende pessoas carentes em PG
PRF apreende grande quantidade de droga em PG
Rafael Calian Lapa, 30, é natural do Rio de Janeiro Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Rafael Calian Lapa, 30, é natural do Rio de Janeiro. O corpo está no Instituto Médico Legal de Ponta Grossa para exames periciais

O rapaz que morreu ao cair de uma altura de aproximadamente 15 metros, foi identificado oficialmente pelas autoridades policiais de Ponta Grossa. Rafael Calian Lapa, 30, é natural do Rio de Janeiro. O corpo está no Instituto Médico Legal de Ponta Grossa para exames periciais.

O acidente de trabalho aconteceu na manhã desta sexta-feira (19), no interior de uma fábrica localizada à Avenida Senador Flávio Carvalho Guimarães – perímetro urbano da PR-151 -, na região da Vila Boa Vista. As circunstâncias estão sendo apuradas pela Polícia Civil.

‘A vítima, masculina de 30 anos, sofreu uma queda de plano elevado e veio a óbito. Equipe PM fez o isolamento do local e acionou Polícia Científica e IML’, informou a PM através de nota à imprensa.

Veja nota dos Bombeiros sobre o atendimento

Encontrado uma vítima inconsciente, em decúbito ventral sobre ferragens e estruturas metálicas em cima da laje de uma sala no interior da área de produção da empresa Hubner. A vítima estava equipada com macacão, capacete, luvas, cadeirinha e cinto talabarte com trava quedas, mas as alças do talabarte ainda clipadas na própria cadeirinha. Foi verificado que a vítima era funcionário da empresa Vertical e que caiu de um telhado de aproximadamente 15m de altura, e que conforme informações, a vítima estaria realizando um orçamento para realização de trabalhos no telhado da empresa Hubner.

PUBLICIDADE

Recomendados