Prefeitura pede reintegração de posse de terreno invadido

Ação criminosa incentiva famílias a invadirem área no Parque das Andorinhas

A prefeita ressalta ainda que será aberta investigação para verificar e responsabilizar cidadãos responsáveis pelo ato criminoso
A prefeita ressalta ainda que será aberta investigação para verificar e responsabilizar cidadãos responsáveis pelo ato criminoso -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Ação criminosa incentiva famílias a invadirem área no Parque das Andorinhas

Ainda na noite deste sábado (04), a Prefeitura de Ponta Grossa entrou com pedido de reintegração de posse na Justiça em função de área invadida no Parque das Andorinhas.

De acordo com a prefeita Elizabeth Schmidt, os atendimentos às famílias que estão cadastradas nos programas de habitação do município não serão prejudicados em função da extinção da Prolar. “Pelo contrário, a inclusão dos programas de habitação junto à Secretaria da Família e Desenvolvimento Social terá resultados muito mais dinâmicos e certamente muitos avanços. Temos vários projetos de política de habitação para realizar e não podemos aceitar que famílias sejam enganadas pela velha política populista que tanto atrasou Ponta Grossa”, ressalta.

Protocolado junto ao plantão judiciário do Fórum de Ponta Grossa, o pedido aguarda decisão judicial para a autorização de retirada dessas famílias do local. “Nós também iremos conversar com essas famílias, consultar se já estão cadastradas junto à Prolar e, principalmente, orientar sobre a continuidade de nossos programas habitacionais”.

A prefeita ressalta ainda que será aberta investigação para verificar e responsabilizar cidadãos responsáveis pelo ato criminoso. “Muitas vezes, famílias acabam sendo manipuladas politicamente por pessoas de má-fé e com intuito unicamente político. É importante esclarecer que a invasão de áreas públicas é crime contra a sociedade e atitudes como essas não serão permitidas no município”.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right