PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

UEPG lamenta o falecimento da professora Cristiane Sonego

Ponta Grossa

04 de janeiro de 2022 14:06

Da Redação


Relacionadas

Obras físicas da fábrica de malte são iniciadas em PG

Colégio Integração arrecada brindes para festa julina em PG

CMEI Vivaldo Sasse será inaugurado nesta terça em PG

Novos semáforos são instalados na região central
Rottas levará condomínios clubes para a 18ª Expoimóveis
Ambev oferta vagas exclusivas para mulheres em PG
Vereadores processam Stocco por declaração na ‘CPI da VCG’
A professora era egressa do curso de Serviço Social e da Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas, além de ter atuado como professora colaboradora da UEPG na graduação em Serviço Social Foto: Divulgação/UEPG
PUBLICIDADE

Nota de pesar do Departamento de Serviço Social da Unicentro também expressou a tristeza pela perda

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), através de seu departamento de Serviço Social, lamenta o falecimento da professora Cristiane Sonego, ocorrido na última quarta (29). A professora era egressa do curso de Serviço Social e da Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas, além de ter atuado como professora colaboradora da UEPG na graduação em Serviço Social, entre 2003 e 2005, e em cursos de pós-graduação. Desde 2010, era professora efetiva da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

“Você é muito mais do que você vê no espelho, você tem capacidade para muito mais, muito mais… Voe, Ana”. A última conversa que teve com a professora Cristiane ficou marcada, para a aluna Ana Flávia de Souza, pelo carinho e pelo incentivo. Nas redes sociais, centenas de comentários lamentavam a partida precoce da professora, que faleceu aos 42 anos. “As melhores aulas, ensinamentos e risos. Vai fazer falta!”, comentou a aluna Rafaela Barbosa. Atuando na formação crítica de centenas de assistentes sociais, a professora deixou seu legado em cada aluno e aluna. “Você foi e é meu exemplo de como atuar dentro da área do Serviço Social”, declarou a assistente social Bruna Rossignolli. “Você me ensinou, me fez compreender que as intervenções muitas vezes são passos lentos, mais vale a pena desconstruir padrões e reconstruí-los. Perdemos um exemplo de mulher, humanitária e militante. Dói muito!”.

A professora Danuta Luiz, do curso de Serviço Social da UEPG, destacou o trabalho de Cristiane na defesa dos direitos da criança e do adolescente. “Atualmente, tínhamos uma parceria com a Unicentro, representada na pessoa da professora Cristiane, que era um projeto de capacitação para conselheiros tutelares e municipais do estado todo”, conta. “Tínhamos um contato muito próximo, de parceria, mesmo”. Por isso, foi com tristeza que a professora e seus colegas receberam a notícia do falecimento.  No período em que atuou como professora da UEPG, contribuiu significativamente com o curso e com a formação de assistentes sociais. “Vai fazer muita falta nas parcerias, nos projetos”, aponta Danuta.

A notícia também entristeceu a professora Édina Schimanski, que foi orientadora de Cristiane na graduação em Serviço Social. “A Cristiane foi uma aluna comprometida e muito estudiosa. Deixou uma marca registrada. Fará muita falta”. Ainda durante a graduação, firmou uma amizade com Carina Baumel Weizenmann, que não acreditou quando recebeu a notícia. “Eu estava no caixa do mercado quando recebi uma ligação. Não, não pode ser verdade!”, lamentou a amiga. “Minha melhor amiga da faculdade. Do Serviço Social para a vida. Quanta coisa aprendi com você”.

As declarações são unânimes: a partir de uma atuação comprometida e crítica, Cristiane acreditava no potencial de se mudar realidades. “Com grande pesar, lamentamos a morte dessa Assistente Social que ficará marcada por sua atuação incansável”, solidarizou-se o Conselho Regional de Serviço Social (Cress-PR), em nota. “Prestamos nossas mais sinceras homenagens e solidariedade a familiares, amigos e tantas (os) colegas Assistentes Sociais que tiveram a oportunidade de conviver e aprender com Cristiane”. A nota de pesar do departamento de Serviço Social da Unicentro também expressou a tristeza pela perda: “Os docentes e descentes do curso de Serviço Social da Unicentro externam a profunda tristeza pela perda da professora e se solidarizam com os familiares e amigos”.

A assistente social fazia acompanhamento médico há algum tempo, mas o problema se agravou nos últimos dias e Cristiane não resistiu. A causa do óbito não foi informada. O sepultamento foi realizado no dia 30, às 10 horas, no Cemitério São José, em Ponta Grossa.

 

PUBLICIDADE

Recomendados