PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Saúde de PG abre pré-cadastro para vacinar crianças

Ponta Grossa

18 de janeiro de 2022 09:15

Da Redação


Relacionadas

ASPP oferta a melhor estrutura ao servidor público do PR

Observatório Astronômico da UEPG terá noite com as estrelas

Faciloc inaugura loja ofertando soluções ao construtor de PG

Agência oferta 500 vagas de emprego nesta segunda
Elizabeth e Ratinho anunciam pacote de obras em PG
PG alerta sobre golpe para usuários do Auxílio Brasil
Prefeitura realiza reparo em ponte no Distrito de Itaiacoca
PUBLICIDADE

Pais ou responsáveis por crianças de 05 a 11 anos devem preencher as informações no cadastro e aguardar o agendamento, que será feito pela prefeitura

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação Municipal de Saúde, abriu no site o pré-cadastro de informações para dar início a vacinação contra covid-19 do público infantil, previsto no Plano Nacional de Imunização para crianças de 05 a 11 anos completos. Os pais ou responsáveis de crianças nessa faixa etária devem preencher as informações no cadastro e aguardar o agendamento, que será feito automaticamente pela Prefeitura com base neste cadastro, seguindo os critérios prioritários da etapa.

“Este pré-cadastro, que ainda não é o agendamento em si da vacinação, é importante para termos controle mais exato do público desta etapa. Nossa estimativa é de 37 mil crianças. De acordo com o envio de doses, faremos o agendamento do quantitativo disponível seguindo os critérios prioritários: começando pelas crianças com comorbidades ou deficiência permanente, indígenas ou quilombolas, e reduzindo a faixa etária gradativamente, primeiro com os de 11 anos completos, até chegamos aos de 5 anos completos”, detalha o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Rodrigo Manjabosco.

Esta vacinação deve iniciar nos próximos dias e, seguindo orientações do Ministério da Saúde, é importante que os pais ou responsáveis considerem um intervalo de 20 minutos após a aplicação, em que as crianças permanecerão no local para observação.

Declaração médica

A Fundação Municipal de Saúde reforça que para as crianças com comorbidades será necessário apresentar uma declaração médica no momento da vacinação, então os pais ou responsáveis já podem ir providenciando o documento. No momento do pré-cadastro, será preciso apenas indicar qual a comorbidade, para controle do Setor de Imunização, mas o atestado será exigido apenas na hora da vacinação.

Autorização

Da mesma forma como ocorreu com os adolescentes, menores de 18 anos devem ter autorização de pais ou responsáveis para a aplicação da vacina. Esta autorização pode ser dada verbalmente com a presença de um dos responsáveis no momento da vacinação ou através de declaração de autorização impressa (modelo disponível para anexo no pré-cadastro).

Agendamento

Com base nos cadastros, que permitirá filtrar os grupos de crianças por faixa etária e os que possuem comorbidades, o agendamento será feito automaticamente no sistema conforme a disponibilidade de doses. Por exemplo, se tivermos 1000 doses disponíveis para uma etapa de vacinação pediátrica, faremos automaticamente o agendamento dos 1000 primeiros cadastros, atendendo as prioridades.

Quando isso ocorrer, a Prefeitura informará que há agendamento disponível para consulta de determinado grupo. O pré-cadastro será já a garantia da aplicação, que ocorrerá mediante o envio de vacinas para Ponta Grossa.

O pré-cadastro está disponível pelo site:

https://fms.pontagrossa.pr.gov.br/precadastro/

Comorbidades

As comorbidades previstas nesta etapa de vacinação são:

- Insuficiência cardíaca;

- Cor-pulmonante e Hipertensão pulmonar;

- Cardiopatia hipertensiva;

- Síndrome coronarianas;

- Valvopatias;

- Miocardiopatias e Pericardiopatias;

- Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosa;

- Arritmias cardíacas;

- Cardiopatias congênitas;

- Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;

- Talassemia;

- Síndrome de Down;

- Diabetes mellitus;

- Pneumopatias crônicas graves;

- Hipertensão arterial resistente e de artéria estágio 3;

- Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo;

- Doença Cerebrovascular;

- Doença renal crônica;

- Imunossuprimidos (Incluindo pacientes oncológicos);

- Anemia falciforme;

- Obesidade mórbida;

- Cirrose Hepática

- Transtorno do Espectro Autista (TEA)

 

PUBLICIDADE

Recomendados