PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

MP/PR pede novo espaço de atendimento às crianças de PG

Ponta Grossa

21 de janeiro de 2022 16:07

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Prefeita inaugura CMEI para atender 200 crianças

UEPG sedia 7º Encontro Paranaense de Bibliotecários

Ponta Grossa Golf Clube sedia o Segundo Aberto de Golf BMW

Doutores Palhaços realizam evento para a comunidade
Ciclista fica ferido após colisão frontal na Visconde de Taunay
Audiência pública debaterá a terceirização da saúde
Estudantes de PG mapeiam hidrantes com os bombeiros
Atualmente, a UPA Santa Paula tem sido a 'porta de entrada' para atendimentos pediátricos. Foto: Divulgação/PMPG.
PUBLICIDADE

Nova 'porta de entrada’ seria necessária, “visto que atual, na UPA Santa Paula, não consegue suprir a demanda da cidade”, diz o Ministério Público

Em 30 de setembro, a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG), juntamente da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), anunciaram mudanças no atendimento às crianças na cidade. Com isso, os serviços do Pronto Atendimento Infantil (PAI) foram transferidos do Hospital Materno-Infantil (Humai-UEPG) para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santa Paula. De lá para cá, manifestações aconteceram, cobrando medidas do Poder Executivo quanto à esse tipo de atendimento, visto que, segundo mães ponta-grossenses, “as crianças de Ponta Grossa pedem socorro”.

Por conta disso, e pela falta de uma resposta concreta para a população, o Ministério Público do Estado do Paraná (MP/PR), por meio da 15ª Promotoria de Justiça de Proteção à Saúde Pública, abriu um processo administrativo indicando a necessidade de instalação de uma nova ‘porta de entrada’ para atendimento pediátrico em Ponta Grossa. As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa do MP/PR, após questionamentos realizados pela redação do Portal aRede. Sobre essa situação, o Portal aRede também entrou em contato com a assessoria do Poder Executivo, pedindo informações sobre quais serão os procedimentos da PMPG. Segundo ela, "ainda não recebemos ofício com essa recomendação. Assim que recebermos, será avaliado pela Prefeitura e Fundação Municipal de Saúde (FMS)".

De acordo com o Ministério Público, ele “está em contato com o Município, que ficou de realizar estudos a respeito da viabilidade da criação dessa ‘nova porta de entrada’, visto que a atual, na UPA Santa Paula, não consegue suprir a demanda da cidade”, explicou a assessoria de imprensa. Sobre essa sobrecarga, o Poder Executivo já solicitou, no fim do ano passado, que as pessoas busquem, nos casos de baixa complexidade, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Ponta Grossa.

Hospital para a UEPG

Em 2 de junho de 2021, a Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG), por unanimidade, aprovou a doação do Hospital da Criança à UEPG. O Projeto de Lei (PL) nº 046/2021 virou a Lei nº 13.983/2021, que foi publicada no Diário Oficial do Município em 16 de junho do mesmo ano.

Com essa alteração, o Humai-UEPG passou a atender três Regionais de Saúde (3ª, 4ª e 21ª). Com isso, 28 municípios passaram a receber os atendimentos do Hospital Materno-Infantil, totalizando 1,1 milhão de habitantes. Com isso, todo atendimento infantil do Humai passou a ser referenciado, ou seja, acontece por encaminhamento via Central de Leitos do Estado ou pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

PUBLICIDADE

Recomendados