PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Mercado imobiliário deverá passar por mudanças em 2022

Ponta Grossa

25 de janeiro de 2022 19:16

Da Redação


Relacionadas

Homem cai em valeta, quebra pescoço e morre

Feirão do Imposto cedeu 102 vouchers de gasolina a R$ 5

UEPG terá o primeiro IML universitário do país

Carro destrói poste em frente ao Palladium
Aneel mantém bandeira tarifária verde para junho
Mulher é baleada em frente à residência em PG
ASPP oferta a melhor estrutura ao servidor público do PR
Aumento nos custos das construções que chegou a 14,3% em 2021 segundo o Índice Nacional de Custa da Construção (INCC) Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O aumento na taxa Selic e a alta de custos nas construções influenciará novos compradores, com alta nos preços

Aqueles que desejam comprar um imóvel em 2022 devem se preparar as novas perspectivas do mercado, isto porque além do aumento da taxa Selic, que está em 9,25% desde dezembro de 2021, houve um aumento nos custos das construções que chegou a 14,3% em 2021 segundo o Índice Nacional de Custa da Construção (INCC). 

O gerente comercial da Prestes Construtora e Incorporadora, Rafael Bellei, explica que a alta dos imóveis neste cenário é inevitável, mas que com os subsídios fornecidos pelo programa Casa Verde Amarela e o convênio junto do governo estadual, através da Cohapar facilitam a compra da casa própria.

Além disso, há um novo mercado surgindo com as construtoras optando por imóveis na linha standard, que como explica o gerente comercial, são imóveis mais completos. “Há uma crescente no mercado de opções de imóveis para aqueles compradores que estão em busca da sua segunda casa”, explica Bellei. São imóveis em torres únicas, de 2 a 3 quartos com suíte, área de lazer com mais requinte e sofisticação. “Esse imóvel é aquele com localização privilegiada, completo e com uma faixa de preço de 250 a 300 mil. Trata-se de um outro degrau para aqueles que desejam um novo empreendimento, depois de ter conquistado o apartamento econômico”, comenta. 

Pensando nesse mercado, a Prestes prevê uma série de lançamentos ao longo de 2022, com condomínios que atendem o seguimento econômico e o médio padrão.


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados