PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Secretária confirma volta às aulas para 8 de fevereiro em PG

Ponta Grossa

28 de janeiro de 2022 09:42

Rodolpho Bowens


Relacionadas

UBS Sady Silveira funcionará 24h para atender crianças

Princípio de incêndio mobiliza bombeiros no centro de PG

Vídeo mostra ação de bandidos em tabacaria de PG

Motorista dorme ao volante e capota carro em rodovia de PG
Programa amplia ações de combate à fome em PG
Acidente no Jardim Carvalho deixa um ferido
Feto é encontrado em caixa de recicláveis em PG
Secretária de Educação de Ponta Grossa, Simone do Rocio Pereira Neves. Foto: Arquivo/aRede.
PUBLICIDADE

Simone Neves também explicou que não será obrigatório a vacinação contra a covid-19 para retornar às aulas na cidade. “Todas as crianças serão recebidas”

As aulas na rede municipal de ensino de Ponta Grossa estão confirmadas para retornarem em 8 de fevereiro. A informação é da secretária da Secretaria Municipal de Educação de Ponta Grossa (SME), Simone do Rocio Pereira Neves. Ela participou de uma entrevista com o Portal aRede, na tarde desta quinta-feira (27), e falou sobre as expectativas para o retorno do ano letivo na cidade. Além disso, a segurança dos alunos e estudantes, bem como a obrigatoriedade ou não da vacinação contra a covid-19, foram debatidos durante a entrevista.

Em 2022, serão 200 dias letivos, começando em 2 de fevereiro para os funcionários de CMEIs e escolas municipais. Para os estudantes, as aulas iniciam em 8 de fevereiro e seguem até 22 de dezembro. O calendário ainda prevê 14 dias de feriados e recessos, distribuídos durante os meses do ano. No bate-papo, Simone lembrou que essa organização e planejamento já vem desde outubro de 2021, e lembrou que os professores já estão vacinados contra o coronavírus, além de que os alunos iniciaram a campanha de vacinação.

“A Secretaria Municipal de Educação está se preparando, se organizando, para este retorno presencial das aulas. Tendo em vista que nós temos a variante Ômicron, mas estamos em um novo momento, onde temos uma população vacinada, trabalhadores imunizados, crianças recebendo as vacinas, mas, os cuidados, eles sempre serão intensificados”, explicou a professora, que alertou que ainda estamos em pandemia e os cuidados devem continuar.

Ao ser questionada se haveria a possibilidade de cancelamento desse retorno presencial, Simone ressaltou que isso não deve acontecer no momento. “É somente se tiver uma indicação muito forte da parte da Saúde, para que realmente tenha que acontecer essa parada”, disse ao pedir a colaboração de todas as famílias, para que caso ocorram sintomas da covid-19 nos filhos, não os levem para dentro da sala de aula, “para evitar a disseminação do vírus”.

Obrigatoriedade da vacina

Durante o bate-papo, Simone explicou que a vacinação contra a covid-19 não será obrigatória neste retorno às aulas presenciais, exceto para as crianças que tenham comorbidades. “Todas serão recebidas para frequentar as aulas. Nosso destaque aqui, vai para as crianças especiais. Continuaremos atendendo de maneira remota”, comentou ao falar que todos os funcionários, professores, estão imunizados, o que dá mais segurança nesse retorno.

Vale destacar que o disposto no artigo 14, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), determina no 1º parágrafo como “obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias”, neste caso, com a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Por fim, Simone ressaltou que a Secretaria Municipal de Educação está “aberta, para juntos, construirmos a escola pública que ensina e humaniza. Esse é o nosso compromisso, o compromisso da gestão da professora e prefeita Elizabeth Silveira Schmidt (PSD)”, finalizou. A entrevista na íntegra está disponível no vídeo abaixo:

PUBLICIDADE

Recomendados