Prefeitura doa ração para ONGs que atendem animais de rua

Programa Selo Social disponibilizará 1 tonelada por mês para as entidades conveniadas

Imagem ilustrativa da imagem Prefeitura doa ração para ONGs que atendem animais de rua
-

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Programa Selo Social disponibilizará 1 tonelada por mês para as entidades conveniadas

Na última terça-feira (1), a Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social (SMFDS) entregou ração animal para o Grupo Fauna e Associação Protetora dos Animais de Ponta Grossa. O objetivo é auxiliar quatro instituições que realizam atendimento para cães e gatos de rua, conveniadas com o Município, com 1 tonelada por mês, de doações vindas de empresas de Ponta Grossa, por meio do Programa Selo Social.

Isabele Futerke, do Grupo Fauna, comenta que a organização não governamental (ONG), conta apenas com trabalho de voluntários, como também, não recebem nenhuma verba pública desta forma, toda a doação é bem-vinda. “Esta doação vai garantir a alimentação tanto de cachorros, quanto gatos atendidos, por cerca de uma semana. Este tipo de iniciativa é muito importante para a continuidade do trabalho com os animais”, conta Isabele.

A coordenadora do Selo Social, Amanda Costa, comenta que o Programa trabalha com o apoio de empresários, em prol de políticas públicas que tenham impacto na sociedade. “A causa animal está ligada às questões sociais e de saúde pública, então iremos direcionar as empresas que trabalham nessa área, para que de forma ordenada possamos garantir os direitos animais e, como consequência, através do trabalho da Prefeitura, diminuir o número de maus tratos, abandono e evitar a reprodução de cães de rua”, disse Amanda, que adianta que o Programa busca viabilizar parcerias para conseguir atender todos os meses com ração e com a castração destes animais.

Simone Kaminski de Oliveira, responsável pela Pasta, comenta que a reformulação da Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social, tem como objetivo atender a família como um todo e não tem como falar em família, sem falar em políticas públicas de educação e de atendimento que contemplem os animais domésticos e comunitários. “Faremos um trabalho de fortalecimento com todas as ONGs e protetores de animais e somar esforços no auxílio de situações de abandono, tanto no âmbito da alimentação dos animais, com o Banco de Ração, mas também, no educativo diretamente com a sociedade”, finaliza a secretária.