Servidores aceitam proposta e greve chega ao fim em PG

Reivindicações da Data Base e do Vale-Alimentação foram resolvidas; piso dos professores será discutido na tarde desta quinta-feira (10)

A proposta é válida para todos os servidores municipais de Ponta Grossa.
A proposta é válida para todos os servidores municipais de Ponta Grossa. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Reivindicações da Data Base e do Vale-Alimentação foram resolvidas; piso dos professores será discutido na tarde desta quinta-feira (10)

Após três dias de greve, os servidores municipais de Ponta Grossa decidiram aceitar, no fim da tarde desta quarta-feira (9), uma contraproposta da Prefeitura Municipal (PMPG) sobre a ‘Data Base 2022’ e sobre o ‘Vale-Alimentação’. Dessa forma, a paralisação geral chega ao fim e os serviços de Assistência Social, Educação e Saúde, por exemplo, retornam à normalidade nesta quinta-feira (10). Sobre o reajuste do piso salarial do Magistério, lideranças do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa (SindServ) se reunirão amanhã, a partir das 14h, com representantes do Poder Executivo, com o objetivo de também definir a situação.

A contraproposta aceita pelos servidores foi a implementação do ‘Vale-Alimentação’ na quantia de R$ 300, já a partir de abril - um projeto de lei deverá ser encaminhado à Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG), para a apreciação dos vereadores; e um reajuste de 2% a partir de setembro. Além disso, o que motivou o fim da greve foi a não aplicação de desconto nos salários dos servidores pelos dias parados. Caso a paralisação continuasse nesta quinta-feira, todos os servidores que aderiram à greve seriam penalizados.

As outras duas contrapropostas apresentadas pela PMPG, e que não foram aceitas pela maioria dos servidores, foram: R$ 200 de Vale-Alimentação mais 4% de reajuste, sendo 2% em maio e 2% em setembro; e R$ 250 de Vale-Alimentação mais 3% de reajuste em setembro. Segundo a Prefeitura Municipal, o texto aceito pelos servidores representa um ganho real, a depender da remuneração de cada profissional, que pode chegar a 21% ao final de 2022. Até esta quarta-feira (9), os servidores já estão há 890 dias sem receber um reajuste salarial.

Professores

A proposta que deverá ser apresentada pela Prefeitura de Ponta Grossa consiste em: o pagamento dos 33,24% (lei federal) a partir de junho, e o retroativo de janeiro a maio será acertado de forma parcelada de junho até dezembro. Além disso, os docentes decidiram em Assembleia que alguns representantes de cada escola estarão em frente do Paço Municipal, no período da tarde, para acompanhar as movimentações - outros professores continuarão lecionando em sala de aula em suas respectivas escolas.