PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Delegado Marcus Sebastião deixa importante legado

Ponta Grossa

16 de maio de 2022 20:07

Patricia Lucini


Siga o a rede no Google News

Relacionadas

Decora Home expande e passa a trabalhar com colchões

Cruz Peregrina de São Camilo passa por PG e visita doentes

PG fica em 19ª lugar no Brasil em qualidade de administração

Prefeitura abre processo para escolher nova gestão das UPAs
Vídeo flagra mulher 'escalando' Igreja dos Polacos em PG
PM intervém e mulher consegue ser atendida na UPA
Após reforma, Restaurante Popular de PG é reaberto
Delegado acumulou trabalho em diversas cidades da região ao longo de sua trajetória Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Marcus Sebastião iniciou a carreira em Imbituva e desde os primeiros anos de 2000 atuava em Ponta Grossa e Carambeí

Com uma vida dedicada à segurança e investigação na Polícia Civil, o delegado Marcos Vinícius Sebastião se aposentou após 25 anos e um mês de atuação. Formado em Direito pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), passou no concurso público em 1996 e foi nomeado como delegado da Polícia Civil em 1997, aos 29 anos.

Ao Portal aRede, o delegado relembra um pouco sua trajetória. Ele comenta que a primeira delegacia que assumiu como delegado da Polícia Civil foi em Teixeira Soares, sendo responsável também por Fernandes Pinheiro. Em 2000, foi designado para a 13ª Delegacia Policial de Ponta Grossa para a função de delegado operacional, sendo responsável pelo setor antitóxico, homicídios, furtos e roubos, assumindo, a partir de 2001, cumulativamente, como delegado titular de Carambeí. Em 2003, foi designado para o 2º Distrito Policial de Ponta Grossa, função que assumiu, cumulativamente ao posto de delegado de Carambeí, até o final da carreira.

Ao longo dos anos, Marcus Sebastião atuou em Rebouças, Rio Azul, Imbituva, Ipiranga, Guamiranga, Ivaí, Irati, Inácio Martins. “Já trabalhei, mesmo que temporariamente, em todas as cidades da região, seja em período de férias de delegados, ou em apoio como delegado operacional”, aponta.

Para Marcus Sebastião, a decisão de deixar a atividade policial foi difícil, mas aconteceu no momento certo “Tudo é um ciclo e agora é a vez da nova geração assumir a missão de trabalhar na segurança pública, com as energias renovadas. Estou satisfeito com tudo o que fiz”, avalia, destacando o apoio da família, especialmente esposa, filha, irmãos e da mãe.

Sobre os planos para o futuro, ele destaca que este é um momento de “recompor as energias”. “Tenho outra profissão que exerci antes de ser delegado da Polícia Civil, que é a advocacia. Estou avaliando se, no futuro, retomo a carreira”, aponta.

O delegado aposentado também faz questão de agradecer a todos os colegas de profissão que teve ao longo de toda a carreira. “Nada se constrói de maneira isolada. Deixo meu profundo agradecimento aos colegas de 2º Distrito e de Carambeí, onde estive a maior parte da carreira, além dos amigos da 13ª SDP, toda imprensa dos Campos Gerais, as forças de segurança como Polícia Militar, PRE, PRF, Guarda Municipal e os colegas delegados e a todos os delegados civil”, aponta. A maior inspiração, aponta Marcus Sebastião, foi seu pai, o policial civil Jorge Sebastião, “Ele foi um exemplo, um grande professor. A ele, em memória, rendo meus agradecimentos”. Jorge Sebastião foi policial civil e teve uma trajetória profissional marcada por muita dedicação na 13ª SDP; ele faleceu em 2019.

Reconhecimento

Irmão de Marcus Vinícius Sebastião, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB em Ponta Grossa, Jorge Sebastião Filho, destaca a trajetória do delegado aposentado. “Em Ponta Grossa, como delegado operacional, teve atuação bem significativa e forte no combate à criminalidade, contra quadrilhas que praticavam furtos de veículos e roubos a bancos. E, no comando da Delegacia de Carambeí, contribuiu significativamente para toda a região dos Campos Gerais, deixando um legado muito importante para a segurança pública”, ressalta. “Como irmão mais velho, me ensinou muito. Enquanto estive no setor de segurança pública, aprendi muito com ele”, completa.

Contribuição histórica

O delegado chefe da 13ª Subdivisão Policial, Nagib Nassif Palma, destaca a contribuição histórica do delegado Marcus Vinícius Sebastião no trabalho em toda a região. “Ele era muito ativo, ia a campo, fazia operações com a equipe. Tinha um perfil que admiro muito que é de liderar a equipe de forma muito ativa. Na região, foi um exemplo de delegado neste aspecto. E, desde que cheguei a Ponta Grossa e iniciamos um processo de transformação no trabalho da subdivisão, contribuiu muito no que diz respeito ao atendimento à população e organização de inquéritos. Só temos a agradecer por tudo que ele fez à população, contra o combate ao crime, e agora espero que ele possa aproveitar esta nova etapa”. 

PUBLICIDADE

Recomendados