PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Corpos sob viaduto e homicídio marcam a sexta em PG

Ponta Grossa

20 de maio de 2022 21:28

Da Redação


Relacionadas

Ponta Grossa sedia Circuito de Xadrez neste sábado

Moradores da Ronda pedem melhorias para rua do bairro

Rodrigo Manjabosco é ouvido pela CPI da Saúde

Festas religiosas movimentam três paróquias da região
Passeio ciclístico inaugura ciclofaixa em Ponta Grossa
Santa Casa realiza solenidade com deputado Plauto Miró
Prefeitura aumenta repasses para 23 entidades sociais de PG
PUBLICIDADE

Rotina de crimes violentos potencializa o medo na população; sociedade aguarda explicação para morte de casal e série de homicídios

A sexta-feira (20), em Ponta Grossa, foi marcada por tragédias. A rotina de crimes violentos potencializa o medo da população. A sociedade ainda espera uma explicação para a morte do casal Mariana de Carvalho, 18 anos, e Mateus de Lima, de 19 anos. Eles estavam desaparecidos desde quinta-feira (12), da semana passada, quando saíram de suas casas para ir acampar na região da Represa de Alagados. Os corpos foram encontrados sob um viaduto de ferrovia. O caso é intrigante. Os exames do IML orientarão a autoridade policial sobre o direcionamento das investigações.

Os policiais ainda estavam na região dos Alagados quando houve o comunicado do assassinato de Lucas Ferreira dos Santos, de 25 anos, ocorrido na Rua Pau Brasil, no Jardim Castanheira, na região do Cará-Cará. Ele foi executado com vários tiros – a maioria na face. Os disparos foram realizados à curta distância. Uma testemunha ocular disse que vítima e autor conversavam em via pública quando se desentenderam. O responsável pelos disparos continua foragido.

Esses dois casos aconteceram no mesmo dia em que a força de segurança desenvolve uma megaoperação de combate ao crime e à violência. Chamada de ‘Saturação’, este trabalho coloca dezenas de policiais e um grande número de viaturas nas ruas de Ponta Grossa. 

PUBLICIDADE

Recomendados