Casa do Acolhimento abre para pessoas em situação de rua

Local tem capacidade para atender até 70 pessoas por noite e animais de estimação também serão acolhidos

Casa de Acolhimento Municipal Maria Isabel Ramos Wosgrau foi inaugurada nessa sexta-feira
Casa de Acolhimento Municipal Maria Isabel Ramos Wosgrau foi inaugurada nessa sexta-feira -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Local tem capacidade para atender até 70 pessoas por noite e animais de estimação também serão acolhidos

Foi inaugurada, nesta quinta-feira (30), pela Prefeitura de Ponta Grossa, a Casa de Acolhimento Municipal Maria Isabel Ramos Wosgrau. Devido aos dias frios do mês de junho, para o atendimento das pessoas em situação de rua, o espaço está em funcionamento desde o dia 9 deste mês. Sob responsabilidade da Fundação de Assistência Social, são recebidas em média 40 pessoas por dia.

A prefeita Elizabeth Schmidt comenta que a Casa de Acolhimento cumpre um papel muito importante, em disponibilizar acomodações para pernoite, estrutura para alimentação e higiene, no centro da cidade, onde há uma maior concentração de pessoas em situação de rua, principalmente com a chegada do frio mais intenso. “Para nós que temos nossa cama quentinha para dormir, muitas vezes não reconhecemos a importância de um espaço como este, para as pessoas que não tem um teto. Tenho a certeza que a Maria Isabel, que é homenageada com o nome da Casa, onde estiver, está feliz com o atendimento prestado para este público que necessita de ajuda”, disse Elizabeth.

Vinya Mara Anderes Dzievieski Oliveira, presidente da FASPG, conta que a Casa de Acolhimento pode atender até 70 moradores em situação de rua, e que funciona das 20h às 8h do dia seguinte, com a oferta de camas, cobertores, roupas, kits de higiene pessoal e alimentação. O espaço conta com estrutura para banho e também com abrigo para animais de estimação, fornecidos pela Secretaria Municipal da Família e do Desenvolvimento Social. “Nos primeiros 20 dias de atividade, a Casa de Acolhimento realizou o atendimento em média de 40 pessoas por noite, o que significa dignidade para as pessoas que mais precisam. O trabalho da Prefeitura, com o apoio de parceiros traz este carinho e segurança para estas pessoas em situação de rua, que juntamente com outros serviços realizados pelo Município buscam levar oportunidade de mudança de vida para este público em vulnerabilidade social", finaliza a presidente da FASPG.

A Casa de Acolhimento funciona em área central, entre as ruas Barão de Teffé com a Generoso Marques dos Santos, próximo à rodoviária. A Prefeitura lembra que o atendimento acontece apenas no período noturno, das 20h às 8h, como também uma equipe de servidores recepciona quem utiliza o serviço.