PUBLICIDADE

Blitz do IPVA vistoria mais de 2,5 mil veículos em PG

Operação Volante da Receita Estadual foi realizada em dois pontos diferentes da cidade na manhã desta quinta-feira (7)

Mais de 2,5 mil veículos foram fiscalizados em duas operações da Receita Estadual
Mais de 2,5 mil veículos foram fiscalizados em duas operações da Receita Estadual -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Operação Volante da Receita Estadual foi realizada em dois pontos diferentes da cidade na manhã desta quinta-feira (7)

A Delegacia Regional da Receita Estadual em Ponta Grossa realizou, na manhã desta quinta-feira (7), no município, uma ação de fiscalização do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A Operação Volante, como foi chamada, ocorreu em dois pontos distintos do município, uma na rua Balduíno Taques, na região do Centro da Cidade, e outra na Avenida Dom Geraldo Pellanda, no bairro de Uvaranas. Mais de 2,5 mil veículos foram vistoriados.

A ação ocorreu com o apoio da Polícia Militar, Departamento de Trânsito e a Guarda Municipal. A principal intenção com a realização da ação não era multar os motoristas ou fazer a apreensão de carros, mas sim, conscientizar a população sobre a necessidade e a importância do imposto e do seu respectivo pagamento em dia.  No total, 2.567 placas de veículos, entre automóveis e motos foram vistoriados nos dois pontos de fiscalização. Os veículos com irregularidades verificadas no pagamento do IPVA foram 34 automóveis e 22 motos. Quem não paga o IPVA, não consegue emitir o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), documento de uso obrigatório – e sem o qual, o carro pode ser apreendido.

A Receita Estadual reitera que o IPVA é uma das principais fontes de arrecadação tributária do Paraná, sendo a segunda maior fonte de arrecadação do Estado, atrás apenas do ICMS. Somente de janeiro a maio, cerca de R$ 4,2 bilhões foram recolhidos pelo Paraná neste ano. Cabe destacar que o valor arrecadado é dividido pela metade entre o estado e o município onde o proprietário do veículo tiver domicílio ou residência. Com isso, neste ano, o Estado já repassou valores que somaram R$ 2,1 bilhões aos municípios, depositados nas contas das prefeituras.

A quota-parte estadual compõe o orçamento anual e, dessa forma, é utilizada em políticas públicas voltadas ao cidadão, como nas áreas da Saúde, Educação, Segurança Pública e Infraestrutura. No caso das prefeituras, tirados os percentuais de educação e saúde, são recursos livres que compõem orçamento municipal.

Inadimplência no Paraná passa da R$ 1 bi

De acordo com dados recentes da Secretaria Estadual da Fazenda, cerca de 23,5 % dos veículos que precisam pagar o IPVA no Paraná seguem inadimplentes com o estado neste ano de 2022, o que representa uma pendência de R$ 1,23 bilhão frente ao valor lançado no começo do ano. O pagamento do imposto foi iniciado em janeiro, com a cota única ou a primeira parcela. Quem optou por quitar de forma parcelada, o pagamento poderia ser feito em até cinco vezes, com o último vencimento tendo ocorrido em maio. Para quem tem débitos com o Estado, agora é possível parcelar a dívida atrasada no cartão de crédito.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE