PUBLICIDADE

Exército injeta R$ 61 milhões anualmente na Economia de PG

Município conta com seis estruturas e contabiliza mais de 1,4 mil sodados, sendo um dos maiores poderios militares do Brasil; novos projetos contribuirão com o desenvolvimento da cidade

Exército possui em seu armamento armas leves, pesadas e orgânicas, próprias das viaturas blindadas
Exército possui em seu armamento armas leves, pesadas e orgânicas, próprias das viaturas blindadas -

Rodolpho Bowens

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Próximo de completar 100 anos em Ponta Grossa, o Exército Brasileiro tem se estruturado no Município e feito dele um dos principais no Brasil, no que diz respeito a força militar. Com um total de seis estruturas, e mais de 1,4 mil militares, o Exército tem injetado, anualmente, R$ 61 milhões na cidade. Neste aniversário de 199 anos de Ponta Grossa, o general da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, Marcelo Goñes Sabbá de Alencar, concede entrevista exclusiva ao Portal aRede e destaca quais são os projetos para o Município, bem como as ações que os militares vêm desenvolvendo para o crescimento da cidade.

Hoje, há 1.495 militares em Ponta Grossa, sendo 1.462 homens e 33 mulheres. Além disso, são seis estruturas que compõem todo o poderio militar da cidade: o Comando da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada; o 13º Batalhão de Infantaria Blindado; o 3º Regimento de Carros de Combate; o Esquadrão de Comando da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada; o 25º Pelotão de Polícia do Exército; e o Posto Médico de Guarnição. A tudo isso, também integram as viaturas blindadas (tanques) e não blindadas disponíveis, que totalizam 255 veículos militares – sendo 136 blindados.

Ainda, vale destacar todo o armamento do Exército Brasileiro (possível de divulgação pela assessoria): leves (pistolas e metralhadoras 7,62mm); armamentos pesados (metralhadoras.50, morteiros de 81mm e 120mm e lança-rojões); e orgânicos, próprios das viaturas blindadas (canhão 105mm). “O principal papel do Exército em Ponta Grossa é contribuir para o desenvolvimento dos jovens e para o espírito cívico na sociedade princesinha, entregando à cidade uma juventude que assuma suas responsabilidades”, comenta o general Alencar.

Impacto financeiro

Com toda essa estrutura, o Exército Brasileiro injeta R$ 61 milhões na economia ponta-grossense. “Além do pagamento dos militares, desde o consumo da família militar até a aquisição de materiais, gêneros e a contratação de serviços por parte dos quartéis”, explica o general da 5ª Brigada. Desse montante, são R$ 4 milhões, por mês, na folha de pagamento dos militares, totalizando R$ 48 milhões ao ano. Além disso, os recursos destinados aos quartéis giram em torno de R$ 5 milhões ao ano. Por fim, os gastos relativos à saúde chegam a R$ 8 milhões anuais.

Diante dos novos projetos, esses números poderão aumentar nos próximos cinco, dez anos. Até 2025, por exemplo, deverá ser concluído o projeto do ‘Forte Santana’, local que centralizará todas as estruturas militares, além de tratativas com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), para que ela disponibilize parte de sua área para o Exército. O ‘Forte Santana’ ficará localizado no atual 3º RCC, na região do Contorno. “A Brigada estará cada vez mais preparada para cumprir sua missão constitucional. É possível que haja um aumento do efetivo com o Forte Santana, com a transferência da 5ª Companhia de Comunicação Blindada, que atualmente encontra-se em Curitiba”, relata ao Portal aRede o general Alencar.

GALERIA DE FOTOS

  • General da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada de Ponta Grossa, Marcelo Goñes Sabbá de Alencar
    General da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada de Ponta Grossa, Marcelo Goñes Sabbá de Alencar
  • Ao todo, Ponta Grossa tem 255 viaturas militares, sendo 136 blindadas.
    Ao todo, Ponta Grossa tem 255 viaturas militares, sendo 136 blindadas.
  • Desde o início de suas atividades, mais de 500 mil soldados serviram o Exército em Ponta Grossa.
    Desde o início de suas atividades, mais de 500 mil soldados serviram o Exército em Ponta Grossa.
  

Destaques

Por fim, o militar relembra, em todos esses anos de atividade em Ponta Grossa, quais foram as principais conquistas do Exército na cidade. “Somos considerados como uma instituição de grande confiabilidade pela população brasileira. Esse fato decorre não só do ‘braço forte’, pelo treinamento e prontidão constante, mas também da ‘Mão Amiga’. Anualmente, a maior conquista da força é entregar o efetivo de recrutas incorporados nas Unidades do Exército, para a sociedade, melhores formados como cidadãos. É um grande compromisso nosso com o Brasil”, destaca.

Desde o início das atividades do 13º B.I.B. em Ponta Grossa (1923), aproximadamente 500 mil militares prestaram serviços à cidade, sem contabilizar os oficiais e sargentos que vêm de outras guarnições. “Desejo que esse espírito de um rico e promissor porvir, materializado na sua pujante agroindústria, além do comércio e do setor de serviços que perpassa por todos os ponta-grossenses, sirva de ânimo para a consolidação de uma verdadeira ‘Capital Cívica do Paraná’. Feliz 199 anos, Ponta Grossa. São os votos da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada”, finaliza o geral ao parabenizar o aniversário da cidade.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE