PUBLICIDADE

Comércio de PG cresce e tem o 3º melhor resultado do Paraná

Vendas do comércio local sem mantêm em alta em relação a 2021. Desempenho no acumulado do ano é o terceiro melhor entre as seis regiões, atrás apenas das regiões de Curitiba e Maringá

Entre os onze setores avaliados em Ponta Grossa, seis estão com vendas superiores a 10%. Apenas três estão com vendas inferiores às de 2021
Entre os onze setores avaliados em Ponta Grossa, seis estão com vendas superiores a 10%. Apenas três estão com vendas inferiores às de 2021 -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O comércio de Ponta Grossa está entre os que mais apresentam evolução nas vendas, na comparação com as principais cidades e regiões paranaenses. A Pesquisa Conjuntural do Comércio, realizada mensalmente pela Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio PR), mostra que no acumulado de janeiro a julho, as vendas deste ano estão 1,25% superiores às registradas em 2021. Entre as seis regiões avaliadas pela pesquisa, é o terceiro melhor desempenho, com valor próximo à média paranaense, que registra vendas 1,66% superiores às do ano passado.

Entre os onze setores do comércio avaliados em Ponta Grossa, seis deles estão com vendas superiores a 10%, e apenas três estão com vendas inferiores às de 2021. Os principais destaques são os setores de livraria e papelaria, que cresceu 29%; de combustíveis, com alta de 23,01%, e calçados, que acumula incremento de 22,7%. Também cresceram vestuário e tecidos (17,2%), farmácias (15,2%) e óticas/cine/foto/som (12,3%). Os únicos destaques negativos foram os setores de materiais de construção (-5,4%), autopeças (-7,4%) e concessionárias de veículos (-9,8%).

Em âmbito estadual, o comércio de Curitiba e Região Metropolitana obteve o melhor resultado no acumulado de janeiro a julho, com crescimento de 4,16%. O varejo de Maringá também teve elevação, de 4,03%, enquanto que a Região Oeste apresentou 0,75% de aumento. Sudoeste (-3,52%) e Londrina (-3,16%) apresentaram perdas em relação ao mesmo período de 2021.

Variação mensal

Já na comparação de julho deste ano com julho de 2021, as vendas paranaenses apresentam uma retração de 1,35%. Ponta Grossa apresentou um desenho melhor que a média estadual, também com queda, mas apenas 0,38% inferiores às de 2021. Apenas Curitiba e Região Metropolitana, e a região Oeste tiveram desempenho melhor, com altas de 0,63% e 3,1%, respectivamente. O pior desempenho em julho foi de Londrina, onde as vendas do comércio local caíram 7,46% na comparação com julho de 2021.

Nas avaliações setoriais, seis áreas do comércio ponta-grossense ficaram positivas na comparação mensal (julho de 2022 com julho de 2021), com destaque para combustíveis (alta de 41,6%), calçados (15,7%) e farmácias (-14,6%). Ficaram negativados as concessionárias de veículos (-7,3%), materiais de construção (-8,7%), vestuário e tecidos (-9,18%), lojas de departamentos (-9,47%) e autopeças (-24,3%).

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE