PUBLICIDADE

Terapeuta morto por paciente em Igreja de PG é identificado

Vítima realizava um atendimento no momento do ataque; crime ocorreu na tarde desta quarta-feira (23)

Informações repassadas ao Portal aRede apontam que a vítima de aproximadamente 40 anos é Luiz Carlos Vantroba
Informações repassadas ao Portal aRede apontam que a vítima de aproximadamente 40 anos é Luiz Carlos Vantroba -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O terapeuta morto por um paciente na tarde desta quarta-feira (23), em Ponta Grossa, foi identificado. Informações repassadas ao Portal aRede apontam que a vítima de aproximadamente 40 anos é Luiz Carlos Vantroba. O assassinato ocorreu nas dependências da Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, na região da Santa Paula.  O corpo foi encontrado por um morador que passava pelo local. Segundo o Corpo de Bombeiros (Siate), a vítima sofreu mais de seis facadas na região do tórax.

VÍDEO
aRede.info
Paciente mata terapeuta em sala de igreja de PG. Ocorrência está em andamento neste momento no Núcleo Santa Paula. Assista: | Autor: aRede.info
  

O rapaz realizava um atendimento no momento do ataque. Ele teria sido esfaqueado pelo próprio paciente. A Igreja concede um espaço para a oferta deste tipo de iniciativa com o objetivo de garantir um acompanhamento de qualidade para a população. Ainda não se sabe a motivação do crime. Equipes da Polícia Militar, Polícia Cientídica e Instituto Médico Legal (IML) também estiveram na Igreja para acompanhar a situação e tomar as medidas cabíveis.

Desdobramentos do caso

Em entrevista concedida ao Portal aRede e Jornal da Manhã, o subtenente Andrade, da Polícia Militar, detalhou a situação. “O terapeuta teria marcado uma consulta com o suspeito, que já realizou atendimentos em outras oportundiades. O paciente, transtornado, teria desferido os golpes de faca na vítima. Foi acionado uma equipe do Siate, mas o rapaz já estava em óbito”, detalhou.

De acordo com Andrande, o acusado já está no radar das autoridades. “Após chegarmos até o local, realizamos vários patrulhamentos nas imediações, conforme as características do autor, que não foi encontrado. Temos algumas informações sobre as causas do crime, mas isso será levado para a Polícia Civil, que investigará o caso”, concluiu.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE