Chocolate causa espinha? Confira 7 mitos e verdades!

RC Bem Estar

10 de abril de 2019 14:00

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Ninfoplastia pode ser feita a laser e anestesia local

Distúrbios de ansiedade e depressão têm relação

Excesso de exercícios afeta órgãos vitais

Aproveite o inverno para clarear manchas na pele
Como lavar os cabelos corretamente
Usar colírio na gravidez pode prejudicar o bebê
Candidíase ganha novo tratamento
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Saiba se o chocolate é realmente o grande responsável pelo aparecimento das espinhas

Pronto: é só a Páscoa se aproximar que o medo de consumir um pouquinho a mais de chocolate por causa do aparecimento de espinhas vem à tona. Mas afinal de contas, o chocolate é o grande responsável pelo aparecimento das espinhas?

Veja 7 mitos e verdades sobre o chocolate e essa famosa relação, além de indicar opções mais saudáveis. Confira:

1 - Chocolate dá espinha?

Não necessariamente. Podemos dizer que comer alguns tipos de chocolate podem causar espinha, mas não devemos culpar o cacau por isso. O problema é a quantidade de açúcar presente em maior quantidade em alguns tipos de chocolate, que leva ao pico de produção de insulina no organismo e estimula os receptores da acne na pele.

2 - Chocolates entre 40 e 70% de cacau são os mais saudáveis.

Verdade. Os melhores chocolates são os de porcentagem entre 40 e 70% cacau e aqueles acima de 70% de cacau, os chamados amargos. São basicamente feitos das sementes de cacau, sem adição de leite. Quanto mais amargo, melhor! O chocolate ao leite contém muito leite, açúcar, aditivos e gordura hidrogenada, o que não traz benefício nenhum à saúde.

3 - Chocolate branco tem, basicamente, só gordura e açúcar em sua composição.

Verdade. O chocolate branco é feito da manteiga de cacau, ou seja, da gordura que se desprende do cacau. É só gordura hidrogenada e açúcar, não possui cacau, e pela quantidade de açúcar maior que todos os outros também não traz benefícios para a saúde.

4 - Se as espinhas aparecem pelo excesso do consumo de açúcar, então posso comer chocolate diet que isso não irá acontecer.

Mito. O chocolate diet não contém açúcar e geralmente é indicado para pessoas com diabetes. Mas ele contém o adoçante na sua composição e quantidade maior de gordura, então não pode ser consumido com exagero.

5 - Se eu não comer chocolate, não terei espinhas.

Mito. É preciso ter uma alimentação balanceada e reduzir a quantidade de açúcar dos outros alimentos consumidos. Além dos tipos de chocolate que causam acne, todo alimento com altos índices glicêmicos podem causar o problema, tais como os carboidratos simples, que são digeridos rapidamente e liberam a glicose no sangue. Exemplos: mel, açúcares, balas, arroz branco, macarrão, pão branco, refrigerantes, biscoitos.

Já os alimentos tipo carboidratos complexos são digeridos lentamente, ocasionando aumento pequeno e gradual da glicemia, que são os alimentos chamados integrais. Exemplos: grão de bico, maçã, batata doce, sementes, vegetais e mandioca.

6 - A limpeza de pele ajuda no controle da acne.

Verdade. Fazer limpeza de pele com frequência - em média uma vez por mês - ajuda a ficar longe das espinhas. O tratamento confere uma pele com menos oleosidade, mais jovem e mais saudável. Existem diversos tratamentos para acne, seja ela leve, com o uso de produtos tópicos, peelings químicos, terapia fotodinâmica (use de luzes com efeito anti-inflamatório e bactericida) até aquela acne mais grave, utilizando medicações prescritas pelo dermatologista.

7 - Só adolescentes podem ter espinhas.

Mito. Na vida adulta, o problema também pode prejudicar homens e mulheres. Nelas, o principal fator é hormonal; neles, o excesso da produção de sebo. As espinhas são mais comuns na face, mas podem aparecem também nos ombros, costas e peito.

Informações Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede