PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Hidratação: mantenha a saúde no verão

RC Bem Estar

31 de dezembro de 2020 17:05

Da Redação


Relacionadas

Verão exige cuidados especiais com o corpo

Verão: calor e desidratação podem gerar pedras nos rins

Hidratação: mantenha a saúde no verão

Colágeno: proteína pode recuperar beleza da pele
Empresária lança livro com histórias inspiradoras
Especialista explica como recuperar cabelo ressecado
Uso de celular com cabeça inclinada pode lesionar cervical
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Líquidos, frutas e verduras devem fazer parte da rotina durante a estação.

A estação mais quente do ano merece atenção em relação à hidratação. Com as altas temperaturas, a ingestão de líquidos ameniza o calorão. Mas será que o consumo de água que você ingere é o ideal para manter o organismo saudável?

É no verão que aumentam os casos de desidratação, o que pode resultar em problemas de saúde. A recomendação para evitar a desidratação, no caso de um adulto, é o consumo em média de 2 litros por dia, principalmente de água. “Essa medida pode variar de acordo com alguns fatores, como idade, peso, clima e condições do ambiente, presença de alguma doença. O importante é nunca esperar ter a sensação de sede, pois esse já pode ser um sinal de desidratação”, explica a nutricionista e pesquisadora da Fundação Pró-Rim, Fabiana Baggio Nerbass.

Como se manter hidratado?

A água continua sendo a melhor fonte de hidratação, mas você também pode variar as formas para se manter hidratado durante o verão. É aconselhado o consumo de água de coco, chás e sucos naturais gelados, preferencialmente sem adição de açúcar, além de frutas, verduras e legumes, que possuem água em sua composição. Outra sugestão são as águas aromatizadas, acrescente na água gelada ervas de sua preferência (hortelã, alecrim, cidreira etc) e rodelas de frutas cítricas (limão, laranja e outras).

Frutas como melão e melancia têm quase 90% de água. As verduras e legumes também são ricos em água e sais minerais, sendo ótimas opções de refeições que combinam com esta estação.

Desidratação: sinal de perigo

A sede é o principal sintoma da desidratação, mas também pode ser percebida quando a boca fica seca, a pele ressecada, olhos aparentemente fundos, tontura e enjoo. “Há evidências que mostram que a sensação de sede é desencadeada tardiamente, quando o organismo já está levemente desidratado”, explica a nutricionista.

Quando ocorre a desidratação, a reposição no organismo pode ser feita com água, soro caseiro, água de coco, bebidas isotônicas, sopas, chás e sucos. Caso os sintomas não melhorem, procure atendimento médico.

“Não espere sentir sede! A dica é levar uma garrafa de água sempre com você, tanto no verão quanto nos dias frios”, alerta a nutricionista.

Observe a cor da sua urina, ela pode dar sinais da hidratação do seu corpo. “O ideal é que a sua urina fique bem clara ao longo do dia”, comenta a profissional.

Fonte de saúde

Além de ajudar na diminuição de sensação de fome, a água melhora a circulação sanguínea, a disposição, auxilia no funcionamento do intestino, contribui com a saúde dos cabelos e da pele, entre outros benefícios.

O cuidado com a qualidade da água ingerida também merece atenção, pois muitas vezes a ingestão de líquido contaminado pode resultar em doenças. Para evitar que isso ocorra, consuma somente água mineral, filtrada ou fervida, tanto para o preparo dos alimentos quanto para ingestão. A água deve ser incolor e não apresentar cheiro nem gosto.

PUBLICIDADE

Recomendados