PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Veja quais os cuidados necessários para manter a saúde bucal na terceira idade

Saúde

18 de maio de 2015 20:21

aRede


Relacionadas

PG oferece aulas de hidroginástica para pacientes SUS

INCA estima 600 mil casos novos de câncer em 2018

Pesquisa observa substituição de gorduras saturadas por polinsaturadas

Homens também são propensos ao câncer de tireoide
Iogurte pode ser um aliado no combate da hipertensão, diz pesquisa
Linhaça: o amigo do coração e das mulheres
Cinco hábitos alimentares que estão sabotando sua dieta
PUBLICIDADE

Para manter a saúde dos dentes na terceira idade os cuidados devem começar bem cedo, já na infância, nas primeiras escovações. O uso contínuo de fio dental também é um fator determinante na prevenção dos problemas bucais, como gengivite, cáries e mau hálito. Além disso, as visitas periódicas ao dentista garantem maior durabilidade dos dentes e gengivas.

Durante a terceira idade, as consultas odontológicas devem ser mais rigorosas, a cada seis meses, para realização de exames clínicos, os quais previnem o surgimento de doenças que podem levar a problemas de saúde. De acordo com a Dra. Priscila Lopes, dentista da Rede Bem Estar, o uso caseiro de fio dental deve ser feito por pessoas que possuam próteses fixas, sobre implantes ou em dentes naturais, independente da quantidade de remanescente dental na boca. A limpeza de dentaduras móveis deve ser realizada fora da boca com o auxilio de limpadores de dentaduras.

“Para a prevenção de cáries na terceira idade, nós aconselhamos o uso de creme dental à base de flúor, o que evita o desgaste do esmalte dentário, que é mais comum neste período da vida. Outra dica é usar escovas macias e pequenas, por serem mais confortáveis. Os cuidados domésticos são essenciais, como escovar os dentes e utilizar o fio dental pelo menos três vezes ao dia”, diz a dentista.

Para os pacientes que utilizam remédios diariamente, o recomendado é que seja feito um acompanhamento multidisciplinar, juntamente com o médico que prescreveu o tratamento, e o dentista.

Uma queixa comum dos idosos é o fato dos dentes ficarem mais frágeis com o passar dos anos, em decorrência de perda óssea no organismo e na boca. O indicado nesses casos é que seja feita a prevenção por meio de raspagem e profilaxias.

Ainda de acordo com a dentista Priscila Lopes, para os casos em que o idoso relata fraturas dentais, deve-se evitar a mastigação de alimentos duros e ricos em açucares, devendo optar por uma alimentação saudável e a realização da higienização sempre após a refeição.

Informações da assessoria.

PUBLICIDADE

Recomendados