Passeios em Curitiba trazem reflexão a segundos anos

Vamos Ler Registro

05 de setembro de 2019 16:10

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Integração possibilita estudo sobre xilogravura de cordel

Projeto amplia trabalho com gêneros textuais

Alunos resgatam 40 anos da Escola Evangélica

Signos e manchetes despertam curiosidade em 5º ano
‘Os Incríveis’ é tema de escola em desfile cívico
Alunos fazem bolos de laranja em aula de Matemática
Passeios em Curitiba trazem reflexão a segundos anos
PUBLICIDADE

Turmas matutina e vespertina da Escola Evangélica de Carambeí se divertiram no Zoológico Municipal e puderam agregar conhecimento no Museu da Vida

O alunos dos segundos anos matutino e vespertino da Escola Evangélica de Carambeí realizaram um passeio a um local que sempre é cercado de expectativas: o Zoológico Municipal de Curitiba. A professora da turma, Jocieli Silva, destaca como foi todo o processo que contou, também, com uma visita ao Museu da Vida - além da diversão dos estudantes.

“Comprovar o que aprendemos em sala de aula é de fato uma incrível descoberta. Esse foi o sentimento que as turmas dos segundos anos, matutino e vespertino, vivenciaram na aula a campo realizada em Curitiba ao visitar o Zoológico Municipal e o Museu da VIda. A aula a campo aproxima o conteúdo estudado da realidade”, comenta a docente.

Jocieli diz que iniciativas do gênero também possibilitam conhecer ambientes, motivando e despertando o interesse das crianças, oportunizando a construção de uma aprendizagem mais sólida e significativa, através da comprovação, comparação e observação, além de análise e discussão do que foi apresentado no material didático.

“No zoológico, as crianças puderam observar várias espécies, verificando sua cobertura corporal, coletando informações sobre seu habitat e alimentação, além de ver de perto animais que muitas vezes só viram nos filmes e nos livros. Já a visita ao Museu da Dívida, local que é sede mundial da Pastoral da Criança, puderam conhecer a história da doutora Zilda Arns, identificaram as práticas que a fizeram reconhecida por sua bondade, solidariedade e contribuição para a mudança social de várias famílias, recebendo até prêmios internacionais”, aponta a professora.

Outro ponto destacado pela docente foi que, através do trabalho e história de ZIlda, houve a reflexão de sobre as atitudes e comportamentos gerados junto à família, amigos, vizinhos e pessoas que possam necessitar da ajuda de cada. Ainda, nas salas interativas do Museu da Vida, os alunos puderam aprofundar o conhecimento sobre desenvolvimento humano e gestação, de uma forma lúdica e apropriada, aproveitando para brincar e explorar o ambiente, conforme elenca Jocieli.

“Toda a visita foi acompanhada e dirigida por um dos monitores do Museu. Cabe ressaltar, ainda, que a experiência de sair em uma aula a campo com os colegas e professoras enriquece a autonomia e o protagonismo da criança, uma vez que sente-se responsável por seus pertences, atitudes e o comportamento em todos os ambientes”, conclui a docente.

Confira todos os registros e o relato completo de Jocieli no blog escolar da Escola Evangélica de Carambeí. Clique aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados