Cerimônia de premiação em PG une ensinos público e particular

Vamos Ler

05 de dezembro de 2018 19:45

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

‘Trabajos voluntarios’ movimentam turma na quarentena

Turma de Tibagi homenageia profissionais de saúde

Causos são gravados e compartilhados em PG

Professoras enviam cartas para alunos durante a pandemia
‘Exterminadores da Dengue’ atuam em Carambeí
Pinturas rupestre levam 4º ano A por viagem histórica
Atividades mostram a alunos a importância do combate às drogas
PUBLICIDADE

Concurso de Blogs Escolares 2018 do Vamos Ler – Geração Digital realizou evento no gabinete do prefeito em Ponta Grossa. Elizabeth Schmidt e Irmã Edites Bet comentam solenidade.

O Vamos Ler – Geração Digital junto a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa realizou um grande evento com seis premiações do Concurso de Blogs Escolares 2018 no gabinete do prefeito Marcelo Rangel. Na modalidade ‘Ponta Grossa’, criada exclusivamente este ano, foram premiados o melhor blog escolar, vídeo, foto e texto. Nas ‘Escolas Particulares’, o Colégio Sagrada Família levou dois prêmios.

Para destacar a importância dos premiados e a forma de atuação dos alunos, além da dinâmica nas instituições do ensino, a vice-prefeita Elizabeth Schmidt e a diretora do Colégio Sagrada Família Irmã Edites Bet concederam uma entrevista após a premiação. Segundo a regente da instituição de ensino particular, houve uma forma diferente de trabalhar junto às turmas, o que rendeu a premiação dupla.

“Esse trabalho foi desenvolvido no Sagrada Família envolvendo as três sedes que temos sétimos anos. Resolvermos ousar e fazer um trabalho multidisciplinar, juntando História, geografia, Ciência, Português e Redação. Foi um trabalho de parceria muito grande, bastante comunhão, trazendo alegria do prêmio e a certeza de que tudo é possível quando acreditamos naquilo que queremos fazer”, destaca a Irmã Edites Bet.

A vice-prefeita também comentou sobre o projeto e o trabalho realizado em 2018. “As professoras da rede municipal de ensino, junto com a nossa secretária de Educação, foram instigadas e conseguiram fazer com que seus alunos estivessem representando todos os demais. O projeto realmente estendeu seus tentáculos, agora é uma versão digital e faz com que aquele espírito inventivo seja desafiado”, conta Elizabeth. Confira, no player acima, a entrevista completa.

PUBLICIDADE

Recomendados