Projeto sobre animais agrega conhecimento em Tibagi

Vamos Ler

16 de agosto de 2019 17:29

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Arte e cultura marcam trabalho sobre Consciência Negra

‘Boliche do dinheiro’ estimula aprendizado matemático

Terceiros anos de Tibagi visitam Zoológico de Curitiba

Consciência Negra é tema de teatro e dança em 2º ano
Desperdício, natureza e preservação engajam 3º ano A
Projeto envolve leitura e escrita sobre ações cotidianas
Quinto B trabalha sobre o Dia da Consciência Negra
PUBLICIDADE

Iniciativa ocorreu no 2ºC da Escola São Bento e trouxe estudo sobre espécies, além de desenvolvimento da oralidade pela turma

Através do relato de um estudante, a turma do 2ºC da Escola Municipal São Bento em Tibagi desenvolveu o ‘Projeto Animais’, sob coordenação da professora Maria Luiza Martins de Freitas. A docente conta como o amplo estudo sobre as espécies trouxe uma dinâmica diferente, ampliando o conhecimento dos alunos e desenvolvendo habilidades como a oralidade.

“O aluno Marcelo Rafael Vidal Faccini do 2ºC chegou muito entusiasmado na escola e queria relatar um acontecimento que ele havia presenciado e visto com seus próprios olhos. Eu conversei com os demais alunos da turma. Então, paramos a aula para ouvir a história dele e o aluno Nicolas Galvão Ribeiro filmou, tanto Marcelo Rafael, quanto a classe inteirinha na hora em que ele contava o ele havia visto”, aponta Maria Luiza.

A docente diz que o relato trouxe a Marcelo emoção e confiança em si, conquistado por um ambiente favorável à manifestação do que pensa, além de desenvolver a oralidade do próprio aluno e dos colegas, pois todos se sentem seguros para expressar oralmente o que pensam. 

“Essa segurança em se expressar dependente consideravelmente do respeito e acolhimento das diferenças e da diversidade da linguagem, adequados a diferentes situações comunicativas. Pois, o aluno usou a voz e gestos com as mãos e até os pés para conter sua história real”, elenca a professora.

Com o êxito da história oral, houve o estudo e aprendizado sobre animais selvagens e domésticos, abordando a importância de não maltratar nenhum deles. Entre as espécies trabalhadas estavam os que vivem perto do homem, vertebrados, invertebrados, os que vivem no zoológico, entre outros.

A onça e o lagarto foram dois dos destaques: a primeira, relata Maria Luiza, é coberta de pêlos, com quatro patas, alimentando-se de carne através das caças, podendo atacar até mesmo pessoas. Os filhotes mamam, o que os tornam mamíferos e, após crescerem, esperam a mãe trazer carne. Já o lagarto, réptil, tem pele escamosa, também quatro patas e cauda comprida, que utiliza como defesa no perigo. Sua alimentação é de frutas, mas também é carnívoro, comendo pássaros e ovos.

“O desenvolvimento dessa aula foi de muito interesse da turma toda. As crianças sentiram-se motivadas e resolveram fazer uma ilustração da história que ouviram o seu colega contar”, complementa a professora. Por fim, as competências da BNCC foram trabalhadas através do projeto, como o conjunto de conteúdos, conceitos e processos da aprendizagem do aluno.

“Esses são elementos, também, ligados às habilidades. A oralidade, o respeito à diversidade, o aprender fazendo, além de outros aspectos foram desenvolvidos durante todo o processo, o que enriqueceu ainda mais o aprendizado”, conclui Maria Luiza. Confira, no blog escolar da Escola São Bento, o relato e o vídeo completo. Clique aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização