Entrevista elucida importância de projeto solidário

Vamos Ler

16 de outubro de 2019 15:20

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Alunos estudam e tiram dúvidas sobre tipos de rochas

‘Dia da Árvore’ engaja trabalho de quintos anos em Tibagi

‘Buffet de frutas’ incentiva aprendizado do espanhol

Câmara de Vereadores é tema de aula e alunos fazem sugestões
Atividade de 5º ano transforma alunos em jornalistas
Quarto ano une espanhol e ciências em experimento
Aluno de Tibagi recebe dispositivo portátil de visão artificial
PUBLICIDADE

Alunos do 3º ano da Escola Elo Sagrado de Carambeí conversaram com voluntária da iniciativa ‘Brasil Sem Frestas’ e compreenderam como a reciclagem transforma vidas

O 3º ano da Escola Elo Sagrado de Carambeí, sob coordenação da professora Daniela de Fátima Silva Pedroso, desenvolveu um amplo trabalho de reciclagem. O objetivo é a arrecadação de caixinhas de leites vazias dentro do Projeto Brasil Sem Frestas, que busca utilizar o material para contribuir com moradias locais. A professora conta como ocorreu o trabalho da turma, que contou com uma entrevista com uma das voluntárias.

“Os alunos resolveram conhecer um pouco mais sobre esse importante projeto que usa as caixas para reforçar moradias precárias de famílias locais, através dos voluntários do programa. Além de colaborarem com a doação das caixas, fizeram uma roda de conversa sobre o assunto e receberam, também, a senhora Noeli Pedro, uma das voluntárias no município de Carambeí”, explica Daniela.

Noeli destacou, na conversa, mais acerca do programa, número de famílias atendidas, quantidades de caixas arrecadas e número de voluntários da iniciativa. Segundo a professora, houve muito interesse dos alunos ao explorarem as fotos e vídeos do projeto - o que trouxe a percepção e aprendizado sobre a importância da reciclagem, além de sua utilidade para impactar a vida de inúmeras pessoas.

“Os alunos entenderam na prática que, utilizando as caixinhas, há a preservação do meio ambiente e muitas famílias podem ter um pouco mais de conforto e proteção em suas moradias. Além disso, reforçam que as pessoas que quiserem ajudar no programa, podem levar as caixinhas de leite limpas diretamente na Escola Elo Sagrado. E, para voluntariar-se para auxiliar no revestimento das moradias, contatar diretamente as redes sociais do projeto”, conclui a docente.

Veja, no player acima, a entrevista completa da turma com a voluntária. Confira, no blog escolar da Escola Elo Sagrado, esta e outras atividades na íntegra. Clique aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados