PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

‘Sacolinha’ viaja pelas casas dos alunos em Fernandes Pinheiro

Vamos Ler

26 de abril de 2021 18:21

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Alunos retratam cenário da pandemia em zona rural de Irati

Plataforma com jogo estimula aprendizado em Castro

Quinto ano cria métodos para economizar dinheiro

Aluno é premiado com bicicleta em projeto sustentável
Alunos de Ipiranga gravam vídeos pelo ‘Dia da Família’
Jogo de tabuleiro estimula estudo sobre população do PR
Quinto ano realiza gincana pelo Dia das Mães em Irati
Alunos vem recebendo material em casa Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Adotando todas as medidas sanitárias, turmas da Escola Rural Professora Genny Schumanske Kuller participam de amplo projeto com foco na leitura

Os alunos dos quartos anos A e B da Escola Rural Municipal Professora Genny Schumanske Kuller, em Fernandes Pinheiro, puderam trabalha um projeto chamado ‘Sacolinha Viajante da Leitura’. O trabalho, focado na leitura dos mais variados gêneros textuais, foi destaque em um relato enviado pelas professoras Ediliane Pacondes (4º ano A) e Marinez Kuller Bender (4º ano B).

Segundo explica a problemática trazida pela equipe da escola, ser alfabetizado e letrado nos dias atuais depende do domínio e atendimento às demandas de leitura e escrita. “A escola pode contribuir no contato com a leitura e formação desse leitor-letrado. Escola e família podem trabalhar em parceria, fazendo acontecer o letramento sem perder de vista a formação de leitores apaixonados”, comentam.

Assim, as professora comentam que o trabalho se justifica para desenvolver o conhecimento, onde “que indispensavelmente as práticas de leitura assumam desde cedo, ainda na infância, papel fundamental na formação de futuros leitores”. Nesse ínterim, há alguns objetivos que as educadoras destacam, partindo do estímulo da leitura como algo prazeroso e não obrigatório, aguçando imaginários e ampliando vocabulários.

Objetivos

Outros objetivos (listados na íntegra conforme enviado pelas professoras) são:

- Integrar a família e a escola;

- Envolver a família nas práticas de leitura;

- Permitir que o aluno tenha acesso a variados textos;

- Desenvolver a linguagem verbal dos alunos;

- Encantar e motivar o aluno através do ato de ler;

- Despertar o gosto pela leitura;

- E ampliar o vocabulário do aluno através de diferentes textos.

Rodízio

Ediliane e Marinez comentam, também, que haverá um rodízio da bolsinha que contém os gêneros textuais, de casa em casa durante as atividades. “Foram confeccionadas 10 sacolinhas de tecido para cada turma, enquanto são enviadas cinco sacolinhas para cinco alunos distintos. As demais ficam em quarentena na escola para ser higienizadas”, pontuam as docentes.

Ainda, reforçam a disciplina e a vontade pela leitura, além do zelo pelas bolsas e os materiais que foram enviados juntos. “Não precisa fazer textos ou resumo sobre o que leram. Somente ler e se deliciar com cada texto enviado”, complementam as professoras.

Comentários

“O intuito do projeto era descaracterizar a leitura como uma atividade forçada, uma leitura imposta, e sim, a leitura vista como algo prazeroso e que realmente as crianças lessem por vontade própria. Felizmente isso está se concretizando, pelo relato dos pais e vídeos encaminhados à escola”, diz Ediliane.

“Este projeto vem dando certo, os alunos estão tomando gosto pela leitura. Atualmente percebemos mais interesse na leitura dos gêneros que estamos enviando, projeto este, que estamos adaptando para a Educação Infantil”, finaliza Marinez.

Acesse o blog escolar da Escola Rural Genny Schumanske Kuller clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados