PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Dados demográficos estimulam pesquisa em Castro

Vamos Ler

12 de junho de 2021 16:30

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Ações ambientais contribuem com a fauna e flora da região

Adaptação marca festa junina em turma de Piraí do Sul

Práticas levam alunos a 'tour' pela história no Sagrada Família

Turma de Carambeí estuda e se diverte com festa junina
Projeto proporciona entrevistas com familiares em Jaguariaíva
Alunos de Irati transformam casas em cenários de histórias
Dia do Imigrante propicia estudos 'juninos' em Carambeí
PUBLICIDADE

Unindo outras disciplinas, censo no 5º ano da Escola da Vila do Rosário permitiu responder questionamentos de alunos sobre formação do município

Na disciplina de Geografia e - de forma interdisciplinar - o 5º ano da Escola Municipal da Vila do Rosário, em Castro, sob coordenação da professora Janete Soares Machado, desenvolveu um trabalho sobre a construção de dados demográficos do próprio município. A docente relata como ocorreram as atividades.

“Em uma determinada aula que trabalhávamos a formação do povo brasileiro, número de habitantes, etc., um dos alunos perguntou: ‘professora, mas e Castro, quantos habitantes tem?’, acompanhado de outro que já indagou em seguida: ‘e, além dos índios e escravos, quem veio viver aqui”, comenta a educadora sobre como surgiu a proposta.

Nesse ínterim, foi produzido um ‘censo’ na turma, com a construção de um formulário, através da plataforma do Google, com encaminhamento no grupo de WhatsApp da classe. Com as respostas das famílias, houve a comparação de resultados, “construindo também uma relação com os tipos de pesquisa que são realizados no censo, como condições econômicas, estatísticas do município, destacando formação do conhecimento através de pesquisa no site do IBGE”, conforme explica Janete.

Outro ponto que a professora pontua é que os objetivos, com a pesquisa, variadas fontes e história da comunidade, foram atingidos, onde os alunos entenderam a forma de produzir registros históricos e geográficos. Ainda, houve o trabalho de entender a formação dos povos brasileiro de castrense.

“O instigar a pesquisa foi o melhor resultado da proposta, pois os conteúdos permitiram o reconhecimento do pertencer a um grupo social dentro de uma etnia. Na Matemática, exploramos os gráficos do livro didático e depois registramos no cadernos as atividades anteriores da pesquisa e do censo criado por eles”, complementa a educadora.

A educadora explica que todo o processo teve a utilização dos tablets em sala, com a observâncias dos dados do município de Castro, chegando a noções de pertencimento. Fechando, Janete explica que o trabalho abrangeu as disciplinas de Geografia, Matemática, Língua Portuguesa e História.

“Todo o trabalho foi realizado com o desafio proposto do ensino remoto também. A perspectiva de inserir esses conceitos em alunos que pertencem ao interior do município foi desafiadora e gratificante destacando o interesse deles”, conclui a professora.

Acesse o blog escolar da Escola da Vila do Rosário clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados