PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Turma de Carambeí mobiliza ações contra o trabalho infantil

Vamos Ler

14 de junho de 2021 16:26

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Ações ambientais contribuem com a fauna e flora da região

Adaptação marca festa junina em turma de Piraí do Sul

Práticas levam alunos a 'tour' pela história no Sagrada Família

Turma de Carambeí estuda e se diverte com festa junina
Projeto proporciona entrevistas com familiares em Jaguariaíva
Alunos de Irati transformam casas em cenários de histórias
Dia do Imigrante propicia estudos 'juninos' em Carambeí
PUBLICIDADE

Reportagem do Portal aRede, ODS da ONU, cartazes e painéis marcaram conscientização sobre o dia 12 de junho em 5º ano da Escola Fátima Augusta Bosa

O Dia Nacional e Mundial de Combate ao Trabalho Infantil é comemorado em 12 de junho, buscando efetivamente erradicar a exploração de crianças e adolescentes, no Brasil e em todo mundo. Através da temática, o 5º ano da Escola Municipal Fátima Augusta Bosa, em Carambeí, fizeram uma mobilização contra este tipo de violência aos jovens, sob coordenação da professora Mafalda Fernandes Marcondes.

Segundo a docente, que utilizou de vários mecanismos, como reportagem do Portal aRede sobre o tema, a meta 8.7 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), define a erradicação do “trabalho em condições análogas as de escravo, o tráfico de pessoas e o trabalho infantil, principalmente nas suas piores formas”, até 2025.

“Nossos alunos do 5º ano estão realizando, nestas semanas, pesquisas e outras atividades que contemplem a conscientização e esclarecimentos sobre o trabalho infantil. Em nossa cidade, não é uma prática comum, porém consideramos significativo fazer parte desta campanha. As atividades estão sendo realizadas nas aulas de Arte, na modalidade híbrida, sendo uma semana presencial e outra semana de forma online”, pontua a educadora.

Com a reportagem de 16 de junho de 2020, “Castro alerta para importância do combate ao trabalho infantil”, veiculada no Portal aRede, a professora pôde ampliar os concertos, além da confecção de painéis e cartazes acerca do tema. Entre os dados trazidos por Mafalda, estão três milhões de crianças e adolescentes que trabalham, das quais 1,6 milhão possuem menos de 16 anos – os dados são do Censo do IBGE em 2010.

Já Em relação a América Latina, uma a cada dez crianças e adolescentes se enquadram como trabalho infantil – segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT). “Mas, por que uma criança não pode trabalhar? Muito simples: porque esse é o período de crescimento e aprendizagem, em que a criança precisa se dedicar aos estudos e aproveitar sua infância, para aumentar a sua capacidade de raciocínio. Se a criança usa o seu tempo para trabalhar, pode ficar sem estudar e brincar ou ter o seu rendimento comprometido”, conclui Mafalda.

Videoaula

O tema abordado junto ao 5º ano da Escola Fátima Augusta Bosa foi o assunto principal da oitava videoaula do Vamos Ler – Geração Digital neste ano. Com dados e informações relevantes, além da entrevista com a assistente social Thais Verillo, a equipe escolar que participa do projeto teve mais um importante recurso de estudo.

Acesse o blog escolar da Escola Fátima Augusta Bosa clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados