PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Projeto em Carambeí incentiva descarte correto de óleo usado

Vamos Ler

26 de julho de 2021 17:00

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Alunos de Jaguariaíva estudam e debatem sobre queimadas

Trabalho inclusivo no Integração contribui na formação de aluno

Aniversário de Jaguariaíva conta com poesia e estudos em 5º ano

Aula envolve inglês, geografia e cultura no Colégio Integração
Cidadania e justiça englobam aula temática em Jaguariaíva
Vamos Ler proporciona amplas ações em escola de Ipiranga
Videoaula do Vamos Ler destaca funções dos prefeitos
PUBLICIDADE

Ações ambientais têm amplo destaque junto ao 5º ano da Escola Fátima Augusta Bosa. Coletor instalado na instituição contribui em práticas sustentáveis

Os cuidados com o meio ambiente, temática amplamente debatida pelo Vamos Ler – Geração Digital em 2021, chegaram aos alunos da Escola Municipal Fátima Augusta Bosa em Carambeí. Com a volta às aulas no formato híbrido, a instituição de ensino promove o incentivo e a continuidade de atitudes conscientes com foco ambiental, tanto para os educandos quanto junto à comunidade escolar.

“Há alguns anos nossa escola participa do projeto Atitude Consciente do Sicredi, além de outros projetos afim de conscientizar nossos alunos sobre o destino correto de materiais que podem ser reciclados. Durante a pandemia, alguns deles foram suspensos, porém seguindo o protocolo de segurança, voltamos com a coleta do óleo de cozinha usado”, destaca a coordenadora pedagógica Caroline Aparecida de Oliveira Degraf.

A educadora explica que a escola possui um coletor do Sicredi, permitindo que as crianças ou responsáveis levem o óleo usado de casa em uma garrafa de pet bem fechada, depositando-a no coletor. Quando o recipiente enche, um responsável da cooperativa de crédito vem e troca a quantidade de óleo por diversos produtos de limpeza, como água sanitária, sabão líquidos e outros.

“O óleo de cozinha usado, quando é descartado de forma incorreta no solo ou na água, pode causar diversos transtornos como enchentes, produção de gás metano e aumento do efeito estufa. Pesquisam apontam que um litro de óleo pode poluir um milhão de litros de água. Com intuito de evitar consequências tão agressivas ao meio ambiente que compartilham com nossos alunos atitudes conscientes”, complementa Caroline.

Para fechar, a coordenadora cita que o projeto iniciou em 2016 com o 5º ano, através do slogan ‘Um por um milhão’, mas que ganhou uma maior repercussão em 2019, conquistando parcerias para colocar o projeto em prática. A iniciativa, em complemento, foi da própria Caroline em parceria com a APMF de cada escola, onde todas as instituições de ensino da região central receberam um coletor. “É com hábitos saudáveis que conquistamos a evolução da humanidade”, conclui a pedagoga.

Acesse o blog escolar da Escola Fátima Augusta Bosa clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados