PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Projeto em Castro valoriza produção e inovação no campo

Vamos Ler

30 de julho de 2021 16:23

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Aula em Castro sobre 'Dia da Árvore' explora as araucárias

Alunos de Irati coletam resíduos em ação de combate à dengue

Combate às drogas é tema de conscientização em Jaguariaíva

Roda de debate em Fernandes Pinheiro aborda a pobreza
'Dia da Árvore' tem mudas para plantio de alunos em Ipiranga
Trabalho em Jaguariaíva alerta para relevância da saúde bucal
Alunos de Jaguariaíva estudam e debatem sobre queimadas
PUBLICIDADE

Turmas de quarto e quinto anos da Escola Doutor Jahyr Lopes, ao prosseguirem com estudo da alimentação saudável, entenderam importância do agricultor e tecnologia na agropecuária

Durante esta semana, as turmas do 4º e 5º anos da Escola Municipal Doutor Jahyr Lopes, em Castro, deram continuidade ao projeto de alimentação saudável com a professora Karina Fagundes da Fonseca. A educadora comenta os principais aspectos trabalhados com os alunos e os recursos utilizados.

“As turmas iniciaram a aula realizando alguns jogos no site Wowall, com objetivo de identificar quais os alimentos saudáveis e quais não. Após, com base no material didático Ciências, Inovação e Ética, do programa Agrinho, realizaram algumas atividades. Entre elas, reconhecer que só existe alimento devido ao trabalho do agricultor e do pecuriasta”, aponta a docente.

Outro ponto foi de identificar o desenvolvimento tecnológico qu ocorreu no agronegócio com o passar dos anos, abordando o trabalho manual, criação de ferramentas, além do uso da força animal e de máquinas agrícolas. Nos tablets, explica Karina, pesquisaram sobre inovações tecnológicas no campo, como uso de drones, robôs, computadores, tablets e celulares.

“E, a próxima atividade de nossa aula foi identifica a importância da agroindústria Castrolanda – geração de emprego e renda na nossa cidade – que é uma cooperativa que auxilia desde a plantação, ordenha do leite, criação de suínos, até o produto final, pronto para o consumo”, complementa a professora.

Ainda, ressalta a docente, alguns comentários lhe chamaram a atenção, como uma das alunas que relatava que sua trabalha na Unidade de Beneficiamento de Leite, contando aos colegas que a bebida é embalada lá e vai para o mercado. Outro estudante citou que seu tio é responsável pelo transporte do leite das chácaras para a indústria.

“Em relação as inovações tecnológicas, foi de uma aluna em sua pesquisa, que queria compartilhar com os demais um robô em formato de bola que verifica como está a plantação”, conclui Karina, citando a continuidade ao projeto de Horta Portátil desenvolvido na instituição de ensino.

Acesse o blog da Escola Doutor Jahyr Lopes clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados