PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Aula do Vamos Ler conscientiza alunos de Irati sobre o trânsito

Vamos Ler

22 de outubro de 2021 15:23

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Prefeito e secretária exaltam conquista de turma em Ipiranga

Concurso do Vamos Ler premia alunos em Ponta Grossa

Vencedoras do Concurso em Castro exaltam premiação

Turma de Ipiranga é premiada com 'Melhor Blog' no Vamos Ler
Vitória de aluna é destacada por prefeito e secretária de Castro
Premiados em Piraí do Sul falam sobre vitória no Concurso
Aluna de Castro é premiada com vídeo sobre reciclagem
PUBLICIDADE

Através da videoaula do projeto, debate em sala e reportagens produzidas, quinto ano da Escola Rural Esperança Carignano Chuilki pôde compreender importância do tema

O 5º ano da Escola Rural Municipal Esperança Carignano Chuilki, em Irati, através da videoaula do Vamos Ler – Geração Digital que abordava o Maio Amarelo, desenvolveu amplas atividades que vão além do mês de conscientização do trânsito. A coordenadora pedagógica da instituição, Verônica Barbosa Furmanowicz, aponta a importância de mais segurança no trânsito – principalmente o brasileiro, que conta com altos índices de violência.

“Dicas de como se comportar no trânsito, a apresentação da campanha do mês amarelo em busca de um trânsito melhor, a reflexão oportunizada no qual os números de acidentes com pessoas mortas no trânsito equivalem a números de uma pandemia, foram impactantes e destacaram o quanto é necessária a conscientização da população em geral, além de nos levar a refletir sobre nossas atitudes no trânsito, bem como o destaque para atitudes, respeito e responsabilidades que devem ser praticadas”, aponta a pedagoga.

Segundo a educadora, a aula destaca mais de 50 milhões de mortos e feridos no trânsito em todo mundo, com destaque para a atenção ao uso do celular, os pedestres que circulam, ciclistas, veículos melhores, tudo que promovam um trânsito melhor. Outro ponto foram as imagens de campanhas anteriores sobre a conscientização do trânsito, com estatísticas importantes para serem debatidas.

“As dicas e a abordagem da professora de Educação da AMTT, Silvia Borges, sobre a criação do Maio Amarelo, bem como da necessidade de conscientização do trânsito, abordando que estar requer atenção, destacando ações, regras e leis essenciais, como uso do cinto de segurança, uso de dispositivos de segurança como bebê conforto, cadeirinha e acento de elevação, mantendo a segurança correta, seguir a velocidade correta ao trafegar nas vias, sempre seguindo as normas de sinalização e lembrar que os adultos, ao dirigir, não podem falar ao celular”, complementa Verônica.

Dessa forma, a reflexão juntos aos alunos trouxe apontamento sobre como eles e seus familiares se comportam no trânsito, além da análise da realidade e localidade do trânsito em que as crianças vivem, através de métodos para melhorar ou solucionar problemas existentes. Assim, a proposta de atividade de atividade trouxe ideia como elaborar leis, regras, placas de sinalização, com os alunos fazendo reportagens acerca da temática.

“Foi muito gratificante o trabalho com est temática. Percebeu-se o quanto as crianças analisam o contexto do trânsito na qual estão inseridas, e como o trabalho de conscientização pode ajuda-los a criar atitudes de respeito e responsabilidade, que serão colocadas em prática, contribuindo para cidadãos mais conscientes e responsáveis na sociedade”, conclui a pedagoga.

Professora comenta

A professora da turma, Josnéia Aparecida Marcondes, também cita a importância da educação no trânsito, pois, além de fazer parte de direitos e deveres de todos, também ensina valores essenciais ao cidadão: cordialidade, respeito, solidariedade e senso de responsabilidade. “Por isso, é fundamental que o assunto comece a ser abordado no contexto escolar, pois o indivíduo começa a se entender como parte de um todo e aprende a conviver em sociedade. Esse aprendizado garantirá que, mais tarde, ele faça parte do trânsito de uma maneira segura e consciente”, pontua a docente.

Ainda, a educadora cita que é na escola que a criança pode se conscientizar em relação aos trânsito, através da criação de valores como companheirismo, tolerância, comprometimento e solidariedade. Para fechar, Josnéia sinaliza que há de sempre se ressaltar a importância das placas de sinalização, transformando palavras e outros elementos da comunicação visual em símbolos.

“Isso é feito para alcançar o entendimento imediato das mensagens, pois cada localidade e cada local têm suas próprias características e necessidades. E, dentro dessa proposta, sobre as placas de sinalização, foi solicitado aos alunos do 5º ano a elaboração de placas de sinalização para atenderem a necessidade específica de sua localidade. E, os mesmos, deveriam explicar o porquê da criação da sua referida placa”, conclui a professora.  

Acesse o blog escolar da Escola Rural Esperança Carignano Chuilki clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados