PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Alunos de Guamiranga realizam ações contra a violência sexual

Vamos Ler

23 de maio de 2022 17:44

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Interdisciplinaridade desperta reflexão no Colégio Sepam

Paródias retratam Fórmula de Bhaskara no Sagrada Família

Educação de Jaguariaíva conta com inovação junto à Secretaria

'Medidas de capacidade' é tema de aula em turma de Imbituva
Vamos Ler traz aula de combate ao trabalho infantil em Reserva
Vamos Ler estimula alunos 'protagonistas da notícia' em PG
Vamos Ler destaca 'matemática culinária' em aula de Reserva
PUBLICIDADE

Quinto ano B da Escola de Boa Vista pôde, em virtude do 18 de maio, produzir materiais e assistir peça teatral sobre temática encarada como tabu

A data de 18 de maio celebra o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desta forma, o 5º ano B da Escola Municipal de Boa Vista, em Guamiranga, sob coordenação da professora Tani Wagner Pontarollo, desenvolveram atividades que envolviam a temática – conforme relata a docente.

“Esse dia foi escolhido porque, em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o ‘Caso Araceli’. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade que teve todos os seus direitos humanos violados: foi raptada, estuprada e morta por jovens daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune”, aponta a educadora.

Dessa forma, conforme cita Tani, a data busca mobilizar, sensibilizar, informar e convocar a sociedade em prol da luta da defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. O 5º ano B, bem como as outras turmas, puderam desenvolver atividades de conscientização que envolviam filmes, músicas, produção de desenhos e interpretações de texto que abordassem o assunto.

“Em parceria com a Secretaria de Assistência Social, os alunos puderam assistir uma peça teatral, uma forma lúdica de compreensão a um assunto tão delicado e que ainda enfrenta muito preconceito e gera tabu em toda a sociedade. É muito importante que os alunos tenham consciência sobre o assunto. Podemos ter alunos que estejam passando por essa situação, sendo necessário estabelecer um vínculo de confiança com o aluno para que possa denunciar qualquer tipo de abuso”, conclui a docente.

Acesse o blog escolar da Escola de Boa Vista clicando aqui

PUBLICIDADE

Recomendados