Vamos Ler traz trabalho com conto infantil em Jaguariaíva

Obra ‘Chapeuzinho Vermelho’ e sua releitura cinematográfica renderam diversas atividades linguísticas no 5º ano A da Escola Prefeito Aristides Soares

Trabalho contou com produções e utilização de aspectos tecnológicos
Trabalho contou com produções e utilização de aspectos tecnológicos -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Obra ‘Chapeuzinho Vermelho’ e sua releitura cinematográfica renderam diversas atividades linguísticas no 5º ano A da Escola Prefeito Aristides Soares

O 5º ano A da Escola Prefeito Aristides Soares, de Jaguariaíva, sob coordenação da professora Lilian Maria Müller, pôde utilizar o conto infantil ‘Chapeuzinho Vermelho’ para realizar atividades de leitura, produção textual e ortografia. A docente comenta os principais pontos aplicados junto à turma.

“Para iniciar as atividades, os alunos foram convidados a relembrar oralmente a história da Chapeuzinho Vermelho, seus personagens, cenário e principais acontecimentos. Em seguida, a professora realizou a contação do clássico infantil. Em outro momento, os alunos foram apresentados à uma nova versão da história”, destaca a educadora.

Com a capa do filme ‘Deu a Louca na Chapeuzinho’, Lilian questionou a turma acerca dos personagens ilustrados na capa, bem como o assunto tratado na obra cinematográfica – posteriormente, sendo assistida pelos educandos. Terminando esta etapa, os alunos responderam questões interpretativas, comparando a história original e o filme, com ilustrações das principais características de ambas as plataformas.

“No filme, o problema central era o roubo do livro de receitas da vovó. Dessa forma, os alunos deveriam trazer de casa uma receita, escolhida com a ajuda de um familiar, para ser compartilhada com a turma no dia seguinte. Na aula seguinte, as receitas trazidas pelos alunos foram recolhidas pela professora, que explicou a estrutura do gênero textual ‘receita’ e suas principais características”, complementa a professora.

Dessa forma, com as receitas reescritas, a turma confeccionou o ‘Livro de receitas do 5º ano’. Para fechar, houve atividades ortografias do uso das palavras ‘mal’ e ‘mau’, com ditado de frases, além de jogos na sala informatizada. “As atividades realizadas trouxeram muitos aprendizados aos alunos, que puderam conhecer melhor sobre o gênero textual ‘receitas’ e aprofundar seus conhecimentos”, conclui a docente.

Acesse o blog escolar da Escola Prefeito Aristides Soares clicando aqui