aRede - Aconteceu. Tá na aRede!

METODOLOGIA

A metodologia do Vamos Ler - Geração Digital é baseada no conceito de educação com a mídia, enfatizando a utilização de novas tecnologias. O projeto amplia a leitura de mundo dos alunos participantes, aproximando-os da realidade das notícias e orientando sobre o comportamento diante da informação, internet e redes sociais.

O Vamos Ler considera o cenário de emergência de uma ‘Geração Digital’, exposta a todos os benefícios e malefícios que a influência da mídia, impulsionada pelo avanço tecnológico, pode impactar na constituição de identidades sociais e culturais. Diversas atividades são desenvolvidas nas escolas, com envolvimento de professores, pais e comunidade em geral.

ENVIO DE MATERIAIS

Os envios dos materiais dos participantes do Vamos Ler - Geração Digital segue um padrão específico e obrigatório para a publicação no Portal aRede e Blog Escolar, além de divulgações bissemanais no Jornal da Manhã.

TEXTO: relato mínimo de 500 caracteres, com indicação de:

  • Nome do autor
  • Escola
  • Turma participante
  • Assunto

FOTO/VÍDEO: mínimo de uma foto e/ou vídeo

CONTEÚDO DA NOTÍCIA

O processo de construção de uma notícia digital textual abarca a seguinte estrutura:

  1. Forma
  2. Lead
  3. Entrevistas.

1) Forma: é como você fará sua notícia. Aqui é necessário um tema, o número de entrevistados, onde foram conseguidas as informações e, principalmente, sua estrutura.

2) Lead: o ‘lead’ é onde você responderá as perguntas de interesse do leitor para que ele possa entender sobre o assunto. Esta parte é muito importante e deverá ser trabalhada em todas as notícias. O lead é dividido em:

  • O quê? Sobre qual assunto a notícia trata.
  • Como? De que maneira isso aconteceu.
  • Quem? Quais personagens envolvidos.
  • Por quê? O que motivou isso a acontecer.
  • Quando? Qual foi o momento que isso aconteceu.
  • Onde? Em qual local isso ocorreu.

3) Entrevistas: para que a notícia tenha credibilidade, a fala de especialistas e pessoas envolvidas com a informação a ser noticiada tem grande valor para que ela seja construída. Exemplo: se estamos falando da falta de uma rampa que dá acessibilidade em uma escola, podemos conversar com a diretora da instituição para saber qual o motivo de ainda não ter esse acessório e com um aluno que necessita utilizar a rampa, como um cadeirante.

Fotografias

As fotos que ilustrarão as matérias deverão conter com alguns aspectos técnicos para que possam atender os critérios jornalísticos. São eles:

1) Enquadramento: colocar todos os elementos possíveis dentro do quadro fotográfico, ou seja, utilizar do melhor ângulo para que o máximo possível de informação esteja dentro da imagem.

2) Personagens: uma foto com ‘elemento humano’, ou seja, que contenha pessoas, dá credibilidade e não deixa que a situação fique isolada dos atores que ocasionaram e/ou resolveram o que está contido na informação.

3) Luz:é importante que as fotos sejam feitas em um ambiente que tenha luz natural para que os elementos possam ser visíveis.

3) Relação com a informação: este é o aspecto mais importante, pois a imagem que irá ilustrar a notícia precisa ter relação direta com aquilo que está sendo noticiado.

Vídeos

A produção de vídeo é algo que deve ser analisada com cuidado, principalmente devido a disponibilidade técnica de cada escola. Mas, para ser feito uma vídeo reportagem, é necessário atender algumas demandas técnicas:

1) Tomadas: são os locais de onde você filmará a informação. É necessário que elas peguem todo o panorama a ser filmado para utilizar como notícia. Se a informação está presente em um único ponto, o recurso fotográfico pode ser a melhor opção. Caso a informação esteja em mais de um ponto, o recurso de vídeo poderá ser utilizado.

2) Entrevista: para que uma reportagem em vídeo tenha mais credibilidade, entrevistas com personagens relacionados às matérias contribuirão com o texto e a fotografia, pois é o registro gravado do acontecimento através de uma fonte.

3) Duração:a recomendação é que os vídeos não ultrapassem mais de um minuto para que não haja saturação do que pretende ser informado. Vídeos de 30 segundos a um minuto são recomendados.

PARCEIROS 2019