Digital Agro começa hoje e espera mais de 8 mil visitantes

Agronegócio

11 de junho de 2019 09:30

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Onda de frio espalha prejuízos por diversas regiões do Paraná

Produção leiteira da CAPAL tem média quatro vezes maior que a nacional

Paraná busca status de livre de Febre Aftosa sem Vacinação

Cooperativas do PR elevam faturamento em mais de 8%
BB pretende liberar R$ 2,75 bi para a safra regional
Safra de grãos deve chegar a 240,7 milhões de toneladas
Sicredi disponibiliza R$ 20,1 bilhões para o Plano Safra
Evento é realizado no Parque de Exposições Frísia Foto: André Bida
PUBLICIDADE

Feira tem início às 8h30 desta terça-feira com o Fórum de Inovação Agropecuária, do Ministério da Agricultura

Começa nesta terça-feira (11), no município de Carambeí, na região dos Campos Gerais, a 3ª edição do Digital Agro, uma das principais feiras de tecnologia digital para o agronegócio do Brasil. Organizada pela Frísia Cooperativa Agroindustrial, a expectativa é de um incremento em mais de 30% no público visitante, e atrair 8 mil pessoas nos três dias do evento. Um dos motivos para isso, além da qualidade técnica dos palestrantes que virão ao evento, está o número de empresas expositoras, mais de 40, valor que cresceu também na casa de 30% na comparação com a edição 2018. 

Estão programadas 16 palestras técnicas, 11 palestras convencionais, o Fórum do Ministério da Agricultura e haverá 12 startups corners, além de apresentações práticas. O evento ocorre no Parque de Exposições Frísia, localizado ao lado do Parque Histórico de Carambeí, e tem o foco na internet das coisas, nas fazendas inteligentes (smart farms), sustentabilidade e nos impactos da transformação digital e das ferramentas digitais no agronegócio.

A programação começa com Fórum de Inovação Agropecuária, agendado para começar às 8h30. Realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), esse é o primeiro Fórum Regional de Inovação Agropecuária (FIA) do país, promovido pelo Governo Federal. O evento pretende identificar as dificuldades e oportunidades para promover a melhoria do ambiente de inovação nas diversas regiões brasileiras. 

O encontro será aberto pelo secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI) do Mapa, Fernando Camargo, e contará com a palestra do conselheiro agrícola da Embaixada do Reino Unido dos Países Baixos, Bert Rikken, entre outros. Também participará o diretor de Operações do Sebrae, Julio Cezar Agostini, que palestrará sobre o tema “Diretrizes para promover o ambiente regional de inovação”, das 8h30 às 9h50. Esse Fórum segue até às 13 horas.

No período da tarde, a partir das 13h30, será a vez do Fórum Comercial Frísia, que levará para a Digital Agro palestrantes renomados. Entre eles está Ricardo Amorim, CEO da Ricam Consultoria, eleito pela Forbes um dos 100 brasileiros mais influentes e economista mais influente do Brasil, o qual abordará o tema “Por que a economia deve melhorar e crescer mais do que você imagina nos próximos anos? Como aproveitar as oportunidades?”. Também palestrará André Pessôa, engenheiro agrônomo e fundador do Grupo Agroconsult, com o tema “Cenários para os mercados de soja e milho”. A cerimônia oficial de abertura está marcada para as 19 horas.


Programação

Na quarta-feira, a programação também começa às 8h30, com dois painéis, quatro palestras convencionais, oito palestras técnicas, além de, no final da cada período (manhã e tarde), haver as práticas de campo e startup corner. A programação completa está no site oficial do evento, o www.digitalagro.com.br


Expositores apresentam novidades

Além de toda essa programação com palestras, nesses três dias, público poderá conferir as novidades dos mais de expositores, de diversos ramos. Entre as expositoras estão Bayer, Adama, BASF, SuperBAC, John Deere, New Holland Agriculture, Coonagro, CWS - Transformação Digital, Compass Minerals, FMC Agricultural Solutions, AGRO 1, Timac Agro, entre outros. Entre as maiores novidades para este ano, a Startup Corner, uma espécie de ‘avenida’ onde os empreendedores terão espaço para apresentar e expor seus produtos. “É uma preocupação que haja na feira a participação de startups, mas isso é uma consequência do tema do evento”, explica Mário Dykstra, um dos coordenadores da Digital Agro e gerente de negócios da Frísia. Entre o público está o produtor rural – quase 70% dos visitantes –, prestadores de serviço na área de produção e comercial, startups, empresas ligadas ao agro e instituições governamentais e financeiras.


PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede