Paraná supera São Paulo e registra 2º maior VBP do Brasil

Agronegócio

17 de junho de 2019 20:14

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Paraná busca status de livre de Febre Aftosa sem Vacinação

Cooperativas do PR elevam faturamento em mais de 8%

BB pretende liberar R$ 2,75 bi para a safra regional

Safra de grãos deve chegar a 240,7 milhões de toneladas
Sicredi disponibiliza R$ 20,1 bilhões para o Plano Safra
Rentabilidade coloca agricultura na era digital
Geada traz perdas à safra de inverno nos Campos Gerais
Em 2011, o VBP de São Paulo era quase R$ 22 bilhões superior ao do Paraná Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Projeção do MAPA aponta que soma do Valor Bruto da Produção Agropecuária irá atingir R$ 72,43 bilhões em 2019


Estado do Paraná deverá passar São Paulo na produção agropecuária neste ano de 2019. A projeção do Valor Bruto da Produção Agropecuária deste ano (VBP), divulgado nesta segunda-feira (17) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), aponta que a soma dos valores dos produtos produzidos no campo, em agricultura e pecuária, deverá atingir a marca de R$ 72,43 bilhões no Paraná. Pela primeira vez o Estado aparece na segunda colocação, superando São Paulo, que deverá registrar a produção de R$ 72,40 bilhões. O líder nacional é o Mato Grosso, cuja previsão de produção é de R$ 88,19 bilhões. 

A maior parte dessa produção no Paraná vem das lavouras, R$ 41,2 bilhões deste total. Já a pecuária, mesmo somando R$ 32,22 bilhões, é o maior valor isolado entre os estados brasileiros, quase R$ 10 bilhões à frente do segundo melhor colocado, São Paulo, que deverá atingir um VPB de R$ 22,44 bilhões neste setor. Na sequência, destacam-se Minas Gerais (R$ 21,1 bilhões) e Rio Grande do Sul (R$ 20,1 bilhões). O destaque da produção paranaense é visível especialmente pela ampla diversificação, com alta produção de suínos, aves, peixes e leite.

Pela projeção, o Paraná é o estado que mais deverá produzir feijão (R$ 2,54 bilhões) e trigo (R$ 2,89 bilhões), o segundo na produção de milho (R$ 7,8 bilhões), o terceiro maior produtor de soja (R$ 18,7 bilhões). Já na pecuária o Paraná é o maior produtor de suínos (R$ 3,14 bilhões) e o também o que mais produz aves (R$ 20,13 bilhões).

Para o Brasil, o VBP está estimado em R$ 600,93 bilhões, próximo ao recorde alcançado em 2017, de R$ 604,16 bilhões (em termos reais), que foi o maior desde o início da série em 1989. A alta em relação ao fechamento do ano passado é de 1,4%. De acordo com José Garcia Gasques, coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, o montante não deve ficar muito diferente até o fim do ano, uma vez que faltam apenas as culturas de inverno e o trigo para o fechamento.

Esse resultado evidencia que o Paraná produz 12,07% de toda a riqueza gerada no campo no território nacional, mesmo com uma área de 199,3 mil quilômetros quadrados, que representam 2,33% das terras brasileiras (8,51 milhões de quilômetros quadrados).


Produção de feijão, milho e frango foram destaque 

De acordo com José Garcia Gasques, há uma quantidade relativamente grande de produtos que vêm apresentando bom desempenho, mas os de maior destaque são algodão, amendoim, banana, batata inglesa, feijão, laranja, milho, tomate e trigo. “Cabe observar que os resultados favoráveis de feijão e milho devem-se à segunda safra do milho, que teve aumento excepcional de produtividade, e à segunda e terceira safras do feijão”. Na pecuária, o crescimento deve-se principalmente a bovinos, suínos e frangos. Entre esses, o destaque maior é do frango, com crescimento de 13%.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede