Safra de grãos deve chegar a 240,7 milhões de toneladas

Agronegócio

11 de julho de 2019 13:40

Da Redação


Relacionadas

Apenas 15% dos produtores atualizaram seu rebanho

PIB do agronegócio cresce mais que conjunto da economia

Cooperjovem Frísia reúne mais de mil estudantes

Safra de trigo será a maior dos últimos três anos
Frísia é a 19ª maior organização do Paraná
Paraná prorroga prazo para o plantio da soja
Capal sobe posições entre as 100 Maiores do Paraná
Previsão é de 13 milhões de toneladas acima da safra 2017/18 Foto: Reprodução/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Brasil deve registrar novo recorde, a previsão de crescimento na produção é de 5,7%

A Companha Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou nesta quinta-feira (11) os números do 10º Levantamento da Safra de Grãos 2018/2019. De acordo com a companhia, o Brasil deve registrar novo recorde da série histórica com uma produção de cerca de 240,7 milhões de toneladas. A previsão de crescimento é de 5,7%, o que representa 13 milhões de toneladas acima da safra 2017/18. A área plantada está prevista em 62,9 milhões de hectares, um aumento de 1,9% em relação à safra anterior.

O levantamento mostra que o milho segunda safra deve ser um dos maiores destaques do período, com previsão de produção recorde de 72,4 milhões de toneladas, crescimento de 34,2%. Já o milho primeira safra deve ficar em 26,2 milhões de t, queda de 2,5%. A produção de algodão deve aumentar cerca de 32,9%, o que equivale a 6,7 milhões de algodão em caroço ou 2,7 milhões de algodão em pluma. Para a soja, a previsão é de redução de 3,6% na produção, atingindo 115 milhões de toneladas. As regiões Centro-Oeste e Sul representam mais de 78% dessa produção.

Os produtos com maiores aumentos de área plantada foram o milho segunda safra (819,2 mil ha), soja (717,4 mil ha) e algodão (425,5 mil ha). A soja apresentou um crescimento de 2% na área de plantio, chegando a 35,9 milhões de ha.

Produções no inverno

A Conab estima uma produção de trigo de 5,5 milhões de toneladas em uma área estimada em 1,99 milhão de ha, 2,4% menor que a área plantada em 2018. As demais culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada e triticale) apresentam um leve aumento na área cultivada, passando de 546,5 mil ha para 552,2 mil ha. As condições climáticas vêm favorecendo as lavouras.

Informações Agência Brasil

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização