Produtores rurais contratam R$ 108,5 bi do Plano Safra

Agronegócio

08 de janeiro de 2020 10:40

Da Redação


Relacionadas

Agronegócio do PR tem recorde histórico de exportações

Projeto da UFF fortalece produção agroecológica

Produção agropecuária de 2020 atinge maior valor desde 1989

Exportações do agro do Paraná somaram US$ 13,29 bi
Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
Produção de carnes no Paraná tem ano de recordes
Colheita de grãos deve atingir 264,8 milhões de toneladas
Do total tomado de empréstimos, R$ 28,5 bilhões foram em operações de investimento e R$ 80 bilhões em operações de custeio, comercialização e industrialização Foto: Reprodução/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Montante equivale a metade dos recursos do plano 2019/2020

Os empréstimos do Plano Safra para produtores rurais somaram R$ 108,5 bilhões no período de julho a dezembro do ano passado. O montante representa aproximadamente metade dos recursos programados para o plano no período 2019/2020. O balanço com os número foi divulgado nessa terça-feira (6) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Do total tomado de empréstimos, R$ 28,5 bilhões foram em operações de investimento e R$ 80 bilhões em operações de custeio, comercialização e industrialização. De acordo com o ministério, os financiamentos de custeio, que responderam por mais da metade do total das contratações de crédito rural nesse mesmo período da atual safra, tiveram um aumento de 5%, se situando em R$ 61,3 bilhões.

"Em relação às contratações de investimento, o aumento foi de 19%, sendo que no âmbito do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), que atingiu R$ 1,47 bilhão, essa expansão foi de 49%, liderada pela utilização de recursos da poupança rural equalizada e pelos recursos obrigatórios, cujo acesso foi plenamente liberado para os médios produtores, no âmbito deste programa", disse o ministério.

A pasta divulgou ainda que foram beneficiados com recursos adicionais o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que recebeu um aporte auxiliar de R$ 874 milhões e o Pronamp, cujo acréscimo nos recursos chegou a R$ 614 milhões.

Informações Agência do Rádio Mais

PUBLICIDADE

Recomendados