Produtores rurais contratam R$ 108,5 bi do Plano Safra

Agronegócio

08 de janeiro de 2020 10:40

Da Redação


Relacionadas

VBP do Paraná cresce 9% e atinge recorde de R$ 97 bi

Capal anuncia vencedores no Prêmio Leite de Qualidade

Soja gera R$ 3,28 bi em riquezas na região em 2020

Região irá colher 3,7 milhões de toneladas de grãos
Irineo da Costa Rodrigues irá presidir o Sindiavipar
Cooperativas do Paraná projetam faturar R$ 200 bi
VBP da região cresce 6,6% e atinge R$ 11,73 bi
Do total tomado de empréstimos, R$ 28,5 bilhões foram em operações de investimento e R$ 80 bilhões em operações de custeio, comercialização e industrialização Foto: Reprodução/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Montante equivale a metade dos recursos do plano 2019/2020

Os empréstimos do Plano Safra para produtores rurais somaram R$ 108,5 bilhões no período de julho a dezembro do ano passado. O montante representa aproximadamente metade dos recursos programados para o plano no período 2019/2020. O balanço com os número foi divulgado nessa terça-feira (6) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Do total tomado de empréstimos, R$ 28,5 bilhões foram em operações de investimento e R$ 80 bilhões em operações de custeio, comercialização e industrialização. De acordo com o ministério, os financiamentos de custeio, que responderam por mais da metade do total das contratações de crédito rural nesse mesmo período da atual safra, tiveram um aumento de 5%, se situando em R$ 61,3 bilhões.

"Em relação às contratações de investimento, o aumento foi de 19%, sendo que no âmbito do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), que atingiu R$ 1,47 bilhão, essa expansão foi de 49%, liderada pela utilização de recursos da poupança rural equalizada e pelos recursos obrigatórios, cujo acesso foi plenamente liberado para os médios produtores, no âmbito deste programa", disse o ministério.

A pasta divulgou ainda que foram beneficiados com recursos adicionais o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que recebeu um aporte auxiliar de R$ 874 milhões e o Pronamp, cujo acréscimo nos recursos chegou a R$ 614 milhões.

Informações Agência do Rádio Mais

PUBLICIDADE

Recomendados