Produção de grãos será recorde no país neste ano

Agronegócio

11 de agosto de 2020 19:39

Fernando Rogala


Relacionadas

Produtores irão ampliar área de soja plantada na região

Paraná deverá produzir 40 milhões de toneladas de grãos

Castrolanda recebe prêmio destaque em âmbito leiteiro

Conab avalia que Brasil terá 2ª maior safra de café em 2020
Agricultura digital: O que é e como colocar em prática?
Adapar alerta sobre recebimento de sementes não encomendadas
CAPAL completa 60 anos com mais de 3,2 mil associados
Isto representa um crescimento de 4,8% ou o equivalente a 11,6 milhões de toneladas sobre a produção da safra passada Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Produção total no Brasil neste ano será de 253,7 milhões de toneladas

A produção de grãos da safra 2019/20 do Brasil caminha para o desfecho final de mais um recorde, com a marca de 253,7 milhões de toneladas. Isto representa um crescimento de 4,8% ou o equivalente a 11,6 milhões de toneladas sobre a produção da safra passada. O carro-chefe dos grãos é comandado pela soja e milho, que garantem quase 90% da produção nacional. Os dados estão no 11º Levantamento de Grãos realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado  ontem (11).

Com o final próximo da colheita da primeira e segunda safra das commodities, o estudo passa a analisar as culturas de terceira e de inverno, de olho no comportamento climático que vem favorecendo as lavouras até agora. A soja já tem garantida a produção recorde estimada em 120,9 milhões de toneladas, com ganho de 5,1%.

Também o milho total, recorde assegurado pelos seus 102,1 milhões de toneladas, já encerrou a primeira safra e caminha para o fechamento da segunda, dependendo de 1,5% da contribuição das lavouras cultivadas na região do Sealba (Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia).

Enquanto isso, as culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada trigo e triticale) finalizam o plantio neste mês. A estimativa é de crescimento de 12,1% na área plantada, com destaque para o trigo, que sinaliza um crescimento de 14,1% e alcance de 2,33 milhões de hectares. A depender da ajuda climática, a produção deve chegar a um recorde de 6,8 milhões de toneladas. O Brasil só ultrapassou a marca dos 6 milhões de toneladas de trigo em 4 ocasiões na série histórica, sendo esta a maior, caso se confirmem as estimativas.

Os demais produtos que integram a cadeia de grãos, como algodão, arroz e feijão, caminham também para a finalização da colheita, com um desempenho de produção acima do produzido no último período. O arroz deve crescer 6,6% e colher 11,2 milhões de toneladas. Dessas, 10,3 milhões em áreas de cultivo irrigado.

Com informações da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados