PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Vereador suspeito de morte foi o mais votado em 2016

Campos Gerais

27 de janeiro de 2020 14:56

Afonso Verner


Relacionadas

Receita restitui R$ 31 mi a contribuintes da região

Inadimplência com o IPVA na região é de R$ 79,7 milhões

AMCG faz parceria e dá apoio para cidades de menor porte

Inácio Martins recebe R$ 11,3 milhões para infraestrutura
Governador repassa R$ 16 mi a Imbituva nesta quinta-feira
Homem morre em confronto com policiais em Castro
Gestão de Irati já realizou mais de 280 serviços na zona rural
Foto: Imagem: Divulgação
PUBLICIDADE

Luisir Lobacz, conhecido como Kiko, foi eleito pelo PMDB em 2016 como o mais votado da cidade. Ele chegou a presidir o Legislativo Municipal entre 2013 e 2015

Suspeito da morte do empresário Everaldo Manfron, o vereador Luisir Lobacz, conhecido como Kiko, foi o parlamentar mais votado na cidade em 2016. Na época filiado ao PMDB, hoje MDB, Kiko conquistou 786 votos, 8,95% dos votos válidos do município - ele chegou presidir o Legislativo entre 2013 e 2015, no mandato anterior. 

O parlamentar é apontado por familiares como o responsável pelo esfaqueamento do empresário Everaldo, 47 anos de idade, no último sábado (26).  Após ser esfaqueado, Everaldo chegou a ser transferido ao Hospital Universitário da UEPG, mas não resistiu e morreu ainda no sábado (26). 

O empresário foi enterrado na manhã desta segunda-feira (27) com um clima de forte comoção na cidade. Após o crime, Kiko fugiu do local e não foi localizado pela Polícia Militar. Por sua vez, a Polícia Civil já aguarda a apresentação do vereador - Kiko será defendido pelo advogado Fernando Madureira.

PUBLICIDADE

Recomendados