Polícia Ambiental aplica R$ 346,5 mil em multas nos Campos Gerais

Campos Gerais

01 de outubro de 2020 10:04

Afonso Verner


Relacionadas

Briga entre vizinhos termina com dois esfaqueados

Região mostra potencial para rotas de cicloturismo

Operação em Castro identifica rapaz pilotando moto roubada

Assaltante de Uber é preso pela PRF na BR-376 em Tibagi
Homem é preso por tortura e violência doméstica em Castro
Jaguariaíva é uma das melhores cidades para envelhecer
Ivaí terá apenas dois nomes na disputa pela Prefeitura
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Duas cidades da região receberam ações da operação Mata Atlântica em Pé. Três ocorrências de destruição de vegetação nativa foram registradas

A Polícia Ambiental segue realizando ações da operação Mata Atlântica em Pé IV, com incursões em vários municípios dos Campos Gerais. Em fiscalizações realizadas nesta terça (29) e quarta-feira (30), os policiais visitaram dois município dos Campos Gerais e aplicaram três multas. Somadas as punições financeiras pelo crime ambiental de destruição da vegetação nativa passam de R$ 346,5 mil.

A primeira ocorrência foi registrada na terça-feira (29) em Ivaí. Neste caso, os policiais ambientais constataram em uma propriedade a destruição de vegetação nativa de 6,04 hectares, atingindo pinheiro araucária, espécie ameaçada de extinção. Neste caso, a conduta delituosa rendeu responsável pela fazenda uma multa ambiental no valor de R$ 73.500,00.

Já os outros dois crimes ambientais foram registrados no município de Rebouças. No primeiro caso, foi constatada a destruição de vegetação nativa de 13,92 hectares, atingindo espécies ameaçadas de extinção como a imbuia e o pinheiro araucária, além da apreensão de 25 metros cúbicos de toras de araucária. A conduta delituosa rendeu ao dono da fazenda uma multa ambiental no valor de R$ 147.000,00.

Por fim, a terceira também foi registrada em Rebouças. Neste caso, a destruição de vegetação nativa de 11,66 hectares foi flagrada, atingindo espécies ameaçadas de extinção como a canela sassafrás e o pinheiro araucária, além da apreensão de 28 metros cúbicos de palanque de canela sassafrás. Neste caso, a conduta delituosa rendeu ao infrator multa ambiental no valor de R$ 126.000,00. 

Serviço

A Polícia Ambiental informa que todas as denúncias sobre crimes ambientais devem ser feitas através do telefone 181.

PUBLICIDADE

Recomendados