PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Irati avança no processo de dragagem do Rio das Antas

Campos Gerais

27 de janeiro de 2022 17:50

Da Redação


Relacionadas

Após colisão com caminhão, veículo capota na PR 151

Sicredi Campos Gerais é uma das maiores cooperativas do BR

'Ecofeira' distribui 1,5 tonelada de alimentos em Castro

Saúde de Carambeí registra aumento de casos de covid-19
Carro fica destruído em acidente na Rodovia do Café
Onda de frio deixa a região e mínimas voltam a subir
Receita restituirá R$ 25,6 mi a contribuintes da região
Pela primeira vez na história do município, a obra será feita em toda a extensão do rio em um único contrato Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Pela primeira vez na história do município, a obra será feita em toda a extensão do rio em um único contrato

O serviço de dragagem do Rio das Antas, realizado pela prefeitura de Irati, está em fase adiantada. Nesta semana, as máquinas chegaram ao bairro Vila São João. Pela primeira vez na história do município, a obra será feita em toda a extensão do rio em um único contrato, por meio do trabalho das Secretarias de Meio Ambiente e Serviços Urbanos.

O serviço está sendo feito, inicialmente, nos trechos mais críticos do rio. Os trabalhos começaram perto da Avenida Vicente Machado, próximo ao Estádio Coronel Emílio Gomes, depois passaram pelo bairro Fósforo e chegaram à Vila São João. O secretário de Planejamento e Coordenação, João Almeida Júnior, explica quais serão as próximas etapas. 

“Estamos pegando, primeiramente, os trechos de maior complexidade, depois viremos para o centro, vamos chegar até o Nhapindazal, desaguando em Coxinhos, no Rio Imbituvão. Queremos fazer toda a extensão da parte urbana do Rio das Antas, que dá, aproximadamente, 28 km”, comentou Almeida.

Para que o serviço seja realizado com tranquilidade, são necessárias algumas condições, sendo que a climática é a principal delas, conforme João. “Se chover muito ou em um período longo, as máquinas têm um pouco de dificuldade, então dependemos de uma variante grande. Mas não é um serviço rápido porque é feita a limpeza de todo o leito do rio, da área externa, da barranca do rio, e todo este material retirado é levado para outra região”. O secretário diz que é um trabalho para dois ou três anos de serviço, porque as máquinas vão conseguir fazer uma limpeza, no máximo, de 1 km por mês. 

A população vem aceitando bem os serviços de dragagem por onde as máquinas têm passado. Dona Dirce, moradora da Rua Inácio Ozinski, no bairro Fósforo, agradeceu a Prefeitura de Irati pela realização do trabalho. “Quero agradecer ao município por tudo o que está fazendo por nós aqui, porque o sofrimento foi grande e, hoje, podemos deitar e dormir tranquilos”, comentou Dirce. Depois da dragagem, será feito o plantio de árvores às margens dos rios para evitar o assoreamento e dificultar o lançamento de materiais inapropriados.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados