Prestes une tecnologia e neurociência em produtos

Cotidiano

03 de dezembro de 2019 19:38

Fernando Rogala


Relacionadas

Batida frontal mata uma pessoa em Pitanga

Planeta Terra terá uma nova lua a partir de outubro de 2020

Polícia prende dupla com ‘droga do estupro’ no Paraná

Média de mortes por covid-19 no Brasil cai 10,35%
Termina hoje prazo para pedir registro de candidatura
Acumulada, Mega-Sena deve pagar R$ 50 mi neste sábado
Brasil ultrapassa as 140 mil mortes por covid-19
A Prestes recebeu um dos grandes nomes da arquitetura brasileira: Guilherme Takeda, da Takeda Design, de Porto Alegre Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Intenção do novo trabalho é desenvolver um estudo que conecta com os desejos e necessidades das pessoas para, criativamente, conceber algo valioso e significativo aos clientes

A Prestes recebeu na última sexta-feira (29/11) um dos grandes nomes da arquitetura brasileira. Guilherme Takeda, da Takeda Design, de Porto Alegre, veio a Ponta Grossa, a convite da construtora, para o 1º Workshop Concepthor.

A intenção desse novo trabalho e desenvolver um estudo que conecta com os desejos e necessidades das pessoas para, criativamente, conceber algo valioso e significativo para os clientes. Para o engenheiro responsável pela Área de Desenvolvimento de Produto da Prestes Construtora, Luigi Francisquini, o objetivo é, cada vez mais, oferecer para as praças de atuação da empresa produtos que realmente atendam as necessidades e as aspirações de quem vive naquela região. 

Ele explica que a análise do trabalho leva em conta um estudo conhecido por Estratigrafia Cultural, que reflete o histórico comportamental das cidades e de regiões específicas dentro de cada uma delas. “Será investigado o que está mudando e observadas as necessidades e desejos das pessoas, para sincronizar com suas emoções e expectativas”, explica. Assim é possível conceber um empreendimento significativo, cativante e valioso que irá usufruir dele.

O grande diferencial está no fato de colocar no mercado empreendimentos que considerem ferramentas da ciência, do design e do comportamento. “É muito mais que arquitetura: é neurociência ligada a antropologia que somados nos dão um direcionamento mais preciso dos anseios dos clientes”, conta Francisquini. 

Já o arquiteto Guilherme Takeda destaca que nesse primeiro encontro foi possível perceber como a Prestes trás em seu DNA o conceito de inovação. “É uma empresa com pessoas comprometidas em um objetivo único que é criar empreendimentos que tenham qualidade de vida, mas acima de tudo criam felicidade para o seu cliente, é de fato, algo que não tem preço”. Além do início das atividades do método, o profissional também visitou alguns dos empreendimentos e pôde perceber como esse conceito é tão forte para a empresa, que pode ser percebido desde área de venda, até os moradores, passando por quem trabalha nas obras. “Realmente é uma empresa da qual ainda, nós que somos do mercado imobiliário, vamos ouvir falar, e muito”, atesta. 

A primeira praça que usará a metodologia da Takeda Design é a de Londrina. Lá a Prestes espera ainda mais assertividade com o oferecimento dos seus produtos. Na sequência, os estudos serão extensivos a todas as cidades que tem a marca da construtora.


Informações da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados