Câmara dos Deputados discute volta às aulas

Cotidiano

06 de julho de 2020 11:00

Agência Brasil


Relacionadas

Putin anuncia que Rússia é o 1º país a registrar vacina contra a covid-19

Curitiba prorroga medidas restritivas para conter o coronavírus

Câmeras de vídeo mostram acidente impactante no PR

1ªBPM entrega premiação aos vencedores de Concurso
Estado entrega novas viaturas no aniversário da PM
Ademar Traiano é reeleito como presidente da Alep
Webinar da Apras reúne mulheres empreendedoras
O debate virtual será realizado pela comissão externa que acompanha as ações do governo de combate à Covid-19. Foto: Reprodução/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Alguns estados  já anunciaram  a retomada presencial das aulas em escolas públicas e particulares

Na Câmara Federal, deputados se reúnem nesta terça-feira (7) para discutir a retomadas das atividades escolares no país. O debate virtual será realizado pela comissão externa que acompanha as ações do governo de combate à Covid-19.

Alguns estados  já anunciaram  a retomada presencial das aulas em escolas públicas e particulares. No Distrito Federal, o retorno de aulas presenciais já tem data marcada,  a partir do dia 27 de julho.

Já no plenário, deputados devem concluir a votação da medida provisória que suspende a obrigatoriedade de escolas e universidades cumprirem a quantidade mínima de dias letivos neste ano em razão da pandemia.

Outra medida provisória é relacionada ao setor aéreo, e trata de questões como o reembolso e a remarcação de passagens de voos cancelados durante a pandemia; ajuda financeira ao setor aeronáutico e aeroportuário; pagamento da tarifa de conexão pelo passageiro; e o fim do adicional de embarque internacional.

Outros dez projetos de lei pautados tratam de diversos temas relacionados às consequências da pandemia causada pelo novo coronavírus.

No Senado,  os parlamentares retomam a votação do projeto que estende o prazo de receitas médicas enquanto durar o estado de calamidade pública.

A medida provisória que prevê crédito para pequenas e médias empresas pagarem salários também  deve entrar na lista de votações dos senadores. 

Outra MP já aprovada pela Câmara e que tem chance de ser incluída na pauta do Senado é a que que torna possível aos bancos com investimentos no exterior diminuírem a proteção cambial usada para compensar prejuízos com a variação do dólar.

PUBLICIDADE

Recomendados