Paraná reforça equipes contra incêndios no Pantanal

Cotidiano

16 de setembro de 2020 22:30

Agência Estadual de Notícias


Relacionadas

Média móvel de casos de Covid cai pela quinta semana no PR

TSE estuda trocar urna eletrônica por voto no celular

Animais marinhos são encontrados mortos em praia do PR

Após 15 dias, fogo na Chapada dos Veadeiros é contida
Governo quer reconhecimento facial em todos os aeroportos
Justiça nega pedido de prisão domiciliar de Cristiane Brasil
Nascidos em maio recebem hoje o auxílio emergencial
Governo do Estado encaminhou nesta quarta-feira (16) sete caminhões-pipa e mais oito bombeiros militares para colaborar no combate ao fogo Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Governo do Estado encaminhou nesta quarta-feira (16) sete caminhões-pipa e mais oito bombeiros militares para colaborar no combate ao fogo

O Governo do Estado encaminhou nesta quarta-feira (16) sete caminhões-pipa e mais oito bombeiros militares para colaborar no combate às queimadas na região do Pantanal, no Mato Grosso do Sul. O grupo de oficiais e os equipamentos saíram do Palácio Iguaçu e vão reforçar a missão do Paraná no estado vizinho a partir de quinta-feira (17).

Já estão em Corumbá, base fixa da comitiva paranaense no Mato Grosso do Sul, outros 31 bombeiros militares que se deslocaram de Curitiba, Londrina e Cascavel na terça-feira (15). O suporte técnico no controle aos focos de fogo atende a uma determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

“É um momento muito difícil para o Brasil, de uma seca muito severa. E no Pantanal, pelo volume das queimadas, a situação é ainda mais crítica. O Paraná faz um gesto para colaborar um estado vizinho, para ajudar a salvar um patrimônio do meio ambiente”, afirmou o governador.

Ele destacou que o auxílio momentâneo em nada vai prejudicar as ações do Corpo de Bombeiros dentro do Paraná. O planejamento inicial prevê 15 dias de atuação no Mato Grosso do Sul, período que pode se estender dependendo da necessidade. “Há um planejamento em andamento e nenhum município paranaense ficará descoberto. Também estamos passando por um período de pouca chuva, a estiagem mais grave dos últimos anos, e precisamos sempre estar atentos. Mas o Paraná não ficará descoberto”, disse Ratinho Junior.


Caminhões

Os caminhões-pipa servirão como suporte as sete caminhonetes 4x4 que já estão em Corumbá, explicou o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Samuel Prestes. Segundo ele, ficarão responsáveis por armazenar e levar água até os veículos menores, transformando as viaturas em um pequeno caminhão de combate a incêndio florestal. Cada caminhão-pipa tem capacidade para transportar 6 mil litros de água.

“São esses caminhões que vão abastecer as caminhonetes com água. Uma ação em conjunto, já que os caminhões-pipa integram um programa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo”, ressaltou o comandante. “Equipamentos que ficarão à disposição de bombeiros experientes, acostumados a atuar neste tipo de situação”, acrescentou.

Além disso, destacou o comandante, o grupo paranaense conta com equipamentos especializados como abafadores, enxadas e mochilas. Um drone também ajudará na localização dos pontos de incêndio.


Taquari

Prestes informou ainda que o Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul solicitou apoio também da missão paranaense no combate às queimadas no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, em outro ponto do Estado. “Estamos preparados para ajudar no que for preciso”, disse ele.

“Nos empenharemos ao máximo nessa missão. O Estado do Paraná sempre estará á disposição dos nossos vizinhos”, completou o tenente-coronel Ezequias de Paula Natal. Comandante da missão do Paraná no Pantanal, ele já iniciou o trabalho de campo em Corumbá.


Programa

Os caminhões-pipa integram um programa do Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, de apoio a ações de sustentabilidade nas cidades paranaenses.

Serão, ao todo, 100 veículos. Uma parte, 40 caminhões, já foi entregue. Outros aguardam liberação das concessionárias. E já está em licitação um novo lote com 50 novos equipamentos.

Os caminhões-pipa têm múltiplas utilidades e vão ajudar no abastecimento de água, no combate a incêndios, na higienização de calçadas e ruas, e nas estradas rurais.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, os novos veículos são parte de uma programação de investimentos ambientais de curto prazo. Eles complementam ações estruturantes maiores e mais complexas como as galerias de águas pluviais implementadas nos municípios, o maior programa de parques urbanos do País para recuperação de fundos de vales, tratamento de esgoto e preservação das áreas de proteção permanente.

“A natureza está nos dando sinais preocupantes, um exemplo é a crise hídrica. Esse investimento é a primeira parte, uma ação de curtíssimo prazo, vamos levar água para comunidades rurais e melhorar o tratamento dos resíduos municipais”, afirmou Nunes. “Agora, neste caso excepcional, vamos poder ajudar a salvar o Pantanal”, completou.

PUBLICIDADE

Recomendados