Incerteza da economia cai pelo quinto mês consecutivo

Cotidiano

30 de setembro de 2020 13:00

Agência Brasil


Relacionadas

Nasa anuncia descoberta de água em estado líquido na Lua

Abastecimento de navios aumenta nos portos do Paraná

Polícia faz busca por músicas inéditas de Renato Russo no Rio

Brasil atinge menor média de mortes por covid-19
Começa quarta chamada do programa ‘Mais Médicos’
Caixa paga 2ª parcela da extensão do auxílio emergencial
Extratos bancários de partidos serão divulgados em tempo real
O componente de Mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza na imprensa, recuou 13,5 pontos e chegou a 130 pontos. Foto: Reprodução/Pexels
PUBLICIDADE

Indicador apresentou fortes altas durante o início da pandemia 

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE) brasileira, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 14,5 pontos em setembro e chegou a 145,8 pontos. É a quinta queda consecutiva. Ele apresentou fortes altas durante o início da pandemia de covid-19: 52 pontos em março e 43,4 em abril.

“O resultado reflete a constatação de um retorno sólido das atividades econômicas e a continuidade do movimento de relaxamento de medidas de isolamento social impostas pela pandemia de covid-19. Apesar da melhora no mês, o indicador ainda está 9 pontos acima do nível máximo anterior a pandemia, alcançado em setembro de 2015”, disse Anna Carolina Gouveia, economista da FGV.

Os dois componentes do indicador tiveram queda em setembro. O componente de Mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza na imprensa, recuou 13,5 pontos e chegou a 130 pontos.

Já o componente de Expectativas, baseado nas previsões dos analistas econômicos, caiu 12,6 pontos, indo para 190. Segundo a FGV, essa é a primeira vez que o indicador fica abaixo dos 200 pontos desde o início da pandemia.

PUBLICIDADE

Recomendados