PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Assespro apoia Governo do PR em projetos de inovação

Cotidiano

18 de julho de 2021 12:58

Da Redação


Relacionadas

Fundação decidirá tombamento de dois imóveis de PG

1º BPM cumpre 65 mandados de prisão durante Operação Báratro

Ambev cria plataforma para aprimorar gestão de produtores

PR confirma mais 7.040 casos e 91 óbitos pela covid-19
Grávidas com covid correm mais risco de pré-eclâmpsia
PR e municípios buscam soluções na gestão de resíduos sólidos
Jovem fica em estado grave ao ser baleado em Curitiba
Reunião aconteceu recentemente com o Governo do Estado Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Uma das metas é tornar o Paraná o primeiro Sandbox Regulatório do Brasil


A diretoria da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-PR) saiu bastante animada da reunião que teve com o Superintendente Geral de Inovação, Marcelo Rangel. O órgão é ligado à Casa Civil do Governo do Estado, onde o encontro foi realizado. O ex-prefeito de Ponta Grossa, agora responsável pela Pasta no Governo, também vibrou. Em uma rede social, postou: “Sabe aquela reunião que, quando termina, você imagina: isso vai ser um espetáculo? Esta foi a reunião de hoje com Assespro. Inovação de maneira direta”.

Rangel se referia à discussão de quatro pontos com a diretoria da entidade. O primeiro, tratou do movimento para a criação de um consórcio de empresas com soluções para cidades inteligentes no Paraná, a partir da base de associados da Assespro. Em seguida, o encontro discutiu o acesso à base de talentos dos projetos de educação tecnológica fomentados pelo Governo. Também entrou na pauta o fomento ao Hub de Inovação (espaço físico onde várias startups e empresas de tecnologia e inovação poderão estabelecer suas operações) com estrutura para reuniões e incentivo aos projetos.

Por fim, a reunião debateu outro avanço importante: tornar o Paraná o primeiro Sandbox Regulatório do Brasil, o que permitirá que pequenas e grandes empresas realizem testes de projetos inovadores (produtos ou serviços experimentais) com clientes reais. “Enfim, o resultado foi ótimo e estamos ansiosos para contribuir e tornar ainda mais fortes nossas empresas paranaenses de tecnologia. Infelizmente não conseguimos essa reunião antes porque o Marcelo teve Covid com sérias complicações. Mas agora está recuperado, com muita energia e quer fazer acontecer!”, comemorou o presidente da Assespro-PR, Lucas Ribeiro.

O Paraná é o segundo maior polo de tecnologia do país em faturamento, mas, segundo a Assespro-PR, pode galgar postos ainda melhores a partir da investida governamental. Vale lembrar que, no ano passado, a área de tecnologia recebeu o anúncio de um investimento milionário: o Governo comunicou o aporte de R$ 10 milhões para fomentar o ecossistema e desenvolver startups paranaenses. Os recursos vêm sendo disponibilizados a partir de programas e outras ações. A aposta é de que o alinhamento entre Poder Público e organizações gere renda, emprego e desenvolvimento. Finalmente, o trabalho objetiva um resultado ambicioso: transformar o Paraná no Estado mais inovador do Brasil, na conexão entre público e privado.


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados