PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

“Pátria amada não pode ser pátria armada”, diz arcebispo

Cotidiano

12 de outubro de 2021 14:52

Da Redação


Relacionadas

Colisão frontal deixa quatro mortos em Santa Catarina

Brasil já aplicou mais de 360 milhões de vacinas contra covid

Anitta homenageia Marília no Grammy Latino 2021

Vacina nasal contra o Alzheimer deve ser testada nos EUA
Movimento quer modificar frase da bandeira do Brasil
Encontro de Casais com Cristo tem novo diretor espiritual
Auxílio aumenta domicílios com renda de programas sociais
Foto: Reprodução/Banda B
PUBLICIDADE

O comentário foi feito durante uma missa em Aparecida do Norte. 

Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, fez duras críticas ao momento do Brasil durante seu sermão na missa pelo Dia de Nossa Senhora Aparecida, na manhã desta terça-feira (12/10). No discurso realizado na basílica de Aparecida, no interior de São Paulo, o arcebispo disse que o povo precisa abraçar “nossas autoridades para construir um Brasil pátria amada”.

“Para ser pátria amada seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma república sem mentira e sem fake news. Pátria amada sem corrupção. E pátria amada com fraternidade. Todos irmãos construindo a grande família brasileira”, afirmou Dom Orlando Brandes.

Leia a matéria completa na Banda B.


PUBLICIDADE

Recomendados