PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Fiep sela acordo para ampliar relações com países árabes

Cotidiano

17 de outubro de 2021 21:00

Da Redação


Relacionadas

Governo do Paraná apresenta Nova Ferroeste a empresários

Condutor fica preso às ferragens em colisão na PR-092

Jovem é algemado a moto de PM e arrastado em SP

Proprietários de carros utilizam Nota Paraná para pagar IPVA
São Paulo registra terceiro caso da variante Ômicron
Criança é internada com suspeita de envenenamento
Homem diz ter HIV e ameaça vítima de furto com seringa
O presidente da Fiep, Carlos Valter, assina o termo de cooperação com a CCAB Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Termo de cooperação com a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB) foi assinado em Dubai; parceria que inclui ainda o governo do Estado prevê instalação de escritório paranaense nos Emirados Árabes

Com o objetivo de prospectar novas oportunidades para o setor industrial paranaense, a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) firmou um acordo de cooperação com a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB). Pela parceria, que envolve ainda a Invest Paraná, agência de promoção comercial do governo do Estado, está prevista ainda a instalação de um escritório nos Emirados Árabes para auxiliar empresas interessadas em realizar negócios na região.

O acordo foi firmado na última semana, em Dubai, onde uma comitiva paranaense participa de uma missão técnica comercial que está promovendo o Paraná na Expo Dubai 2020. Assinaram o documento os presidentes da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro, e da CCAB, Osmar Vladimir Chohfi. A integração entre as entidades tem o foco principal na identificação de oportunidades para alavancar o comércio e os investimentos em parceria entre empresas árabes e paranaenses.

“A Fiep busca sempre parcerias que gerem ações concretas”, disse Carlos Valter. “A partir de agora, vamos dar sequência a este trabalho identificando as possibilidades de negócios entre empresas paranaenses e dos países árabes. Já somos fornecedores de produtos alimentícios, mas queremos avançar muito mais nessa relação”, acrescentou.

A CCAB completa 70 anos em 2022 e projeta crescimento na relação comercial entre os países do Golfo Pérsico e o Brasil, tendo o Paraná como uma região estratégica. “O Paraná é um dos principais responsáveis pela segurança alimentar do mundo árabe”, afirmou Chohfi. Só em 2020, foi o quarto estado brasileiro que mais exportou para este mercado, atingindo a marca de US$ 1,32 bilhão. “Essa missão internacional é muito importante porque apresenta o Paraná a investidores e empresários do mundo árabe, um mercado muito promissor para o Brasil e especialmente para o Paraná”, completou.


Escritório em Dubai

Também dentro dessa parceria, foi anunciada a abertura de um escritório conjunto da Invest Paraná, agência de promoção comercial do governo do Estado, e da Fiep em Dubai. Ele deverá ficar na sede da Rockland Group, empresa com atividades em mais de 15 países. A ideia é que um representante do Estado trabalhe para dar apoio a empresas paranaenses que queiram fortalecer suas relações comerciais na região. Tanto o acordo quanto a instalação do escritório são ações sem custos adicionais para a Fiep.

Para Carlos Valter, o escritório facilitará contatos de industriais paranaenses com potenciais parceiros comerciais ou de investimentos não apenas dos países árabes, mas também do mercado africano. “Essa é uma oportunidade de chegar nesses investidores, através do mundo árabe. Nós temos diversidade no polo industrial e podemos usar essa oportunidade para diversificar nossos negócios”, declarou.


Business Experience

A assinatura das parcerias ocorreu durante o segundo dia do Paraná Business Experience, em que foram realizados vários painéis para apresentar a investidores estrangeiros alguns dos setores estratégicos da economia paranaense. Também foram promovidas rodadas de negócios entre empresas do Paraná e de países árabes.

No mesmo dia, o presidente da Fiep foi o responsável por uma palestra sobre a indústria automotiva do Estado. Ele destacou que o Paraná é o segundo principal polo do setor no país, com capacidade instalada para produção de mais de 5 milhões de veículos ao ano. Atualmente, as mais de 600 empresas do segmento empregam quase 40 mil trabalhadores. Em 2020, foram responsáveis por US$ 1,3 bilhão em exportações.

Carlos Valter destacou, ainda, a infraestrutura instalada no Paraná para apoiar essa indústria. Em especial, o novo terminal de veículos no Porto de Paranaguá e a grande capacidade de geração de energia elétrica do Estado. Ressaltou, ainda, a posição geográfica estratégica do Paraná, próximo aos principais mercados do Brasil e do Mercosul. Além disso, apresentou a estrutura que o Sistema Fiep, por meio do Senai, possui para auxiliar o desenvolvimento da indústria automotiva paranaense.

As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados