Trabalhador é soterrado por lixo em região de Curitiba

O acidente foi registrado no fim da tarde de sábado(25) e, até a manhã desta segunda-feira (27), o homem, identificado como João Cubis, ainda não foi localizado.

Trabalhador caiu com retroescavadeira em um barranco do aterro sanitário.
Trabalhador caiu com retroescavadeira em um barranco do aterro sanitário. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O acidente foi registrado no fim da tarde de sábado(25) e, até a manhã desta segunda-feira (27), o homem, identificado como João Cubis, ainda não foi localizado.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil retomaram, por volta das 7h desta segunda-feira (27), as buscas pelo trabalhador que foi soterrado por uma pilha de lixo em um aterro sanitário de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba. O acidente foi registrado no fim da tarde deste sábado (25) quando homem caiu com uma retroescavadeira em um barranco do aterro. Até a manhã desta segunda-feira, o homem, identificado como João Cubis, ainda não havia sido localizado.

As buscas foram interrompidas por volta das 19h deste domingo (26) e foram retomadas nesta manhã. Três máquinas retroescavadeiras, caminhões de apoio do Corpo de Bombeiros e carros da Defesa Civil participam do resgate. As equipes montaram ainda um acampamento no aterro sanitário para realizar a operação.

A filha do trabalhador, no entanto, afirmou à RICtv que a família não está recebendo apoio da empresa e da Prefeitura. “Ninguém foi dar auxílio para a minha mãe, eles estão mentindo, minha mãe está lá, prefeito da Fazenda tá mentindo, todo mundo tá mentindo. Ele trabalha sem segurança nenhuma e agora está lá meu pai, como eles falaram ontem, agora é um corpo que está lá, claro, não é a família deles”, disse ela. Além da jovem, o trabalhador tem outros três filhos.

Ainda no domingo, a empresa responsável pelo aterro sanitário, a Estre, emitiu nota afirmando que tinha como prioridade auxiliar as autoridades nas buscas e dar “assistência a seus familiares”. Veja na íntegra:

“A Estre lamenta informar que houve, no final da tarde de ontem (25), um descolamento de talude em seu aterro sanitário, no município de Fazenda Rio Grande (PR). A empresa acionou, de imediato, o corpo de bombeiros e as demais autoridades responsáveis que se deslocaram para atendimento à ocorrência.

A prioridade total neste momento está em apoiar as autoridades na busca a um colaborador terceirizado desaparecido que trabalhava na unidade, bem como dar assistência a seus familiares.

Desde o ocorrido, a Estre está colaborando de forma irrestrita com as autoridades competentes, que continuam no local, para apurar e entender as causas e impactos da ocorrência.

A Prefeitura de Fazenda Rio Grande também se posicionou, dizendo que está acompanhando as buscas e dando apoio aos familiares, confira:

No domingo, a Defesa Civil informou que uma máquina foi localizada, mas não era o equipamento conduzido por João e sim a máquina que outro funcionário, que conseguiu escapar do soterramento, estava.

João Cubis trabalhava no aterro sanitário quando houve um deslocamento de um talude de lixo. O trabalhador, que conduzia uma retroescavadeira para compactação dos materiais do aterro, foi atingido por uma camada de cerca de 50 metros de lixo no sábado (25). As buscas começaram ainda no dia do acidente, foram interrompidas durante a noite, voltaram no domingo (26), também foram paradas devido a falta de iluminação ao anoitecer, e foram retomadas nesta segunda-feira.

Até o momento, nem a retroescavadeira e nem o trabalhador foram localizados.

Leia em Ric Mais