Buzinaço em PG contou com mais ‘fake news’

Ponta Grossa

27 de março de 2020 18:39

Afonso Verner


Relacionadas

Vinicius lamenta decisão da Câmara sobre organizações sociais

Stocco propõe nova ação para acolher moradores de rua

Igrejas de PG se preparam para retorno de missas com fiéis

Sanepar realiza obras em Oficinas nesta terça-feira
ACIPG auxiliará empresas a venderem para o governo
Novo caso da covid é confirmado em PG; total é de 61
Acidente com trator fere idosa; veja imagens
PUBLICIDADE

Durante o movimento, lideranças chegaram a afirmar que autônomo teria se suicidado por conta da quarentena

A carreata organizada em Ponta Grossa pela abertura do comércio contou com mais notícias e informações falsas. Durante o encontro, o grupo chegou a divulgar que o governador do Estado, Ratinho Junior (PSD), havia autorizado a reabertura das escolas - dado falso. Além disso, no carro de som que ‘comandava’ a manifestação também foi divulgada a informação de que um autônomo da cidade teria se suicidado por conta da quarentena no comércio.

Mas como mostrou a reportagem do portal aRede, a própria família de Joel Silvestrini, refutou que o autônomo tenha tirado a própria vida por conta dos problemas econômicos. Joel, de fato, era autônomo e vendia caldo de cana na região do Santa Paula, mas ele também sofria com a depressão - a versão foi exposta pela filha de Joel nas redes sociais. 

Mesmo assim, durante a carreta em frente à Prefeitura, os manifestantes cobraram o prefeito Marcelo Rangel (PSDB). “Nós já tivemos casos de suicídio aqui de empresário informal que foi impedido de trabalhar”, destacou o manifestante durante o protesto (assista o vídeo no Player acima). Ao contrário das pressões, Rangel garante que o comércio só deve voltar a funcionar no dia 6 de abril.

PUBLICIDADE

Recomendados